1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Futebol Internacional

Cristiano Ronaldo supera Messi e Ribéry e leva prêmio Bola de Ouro da Fifa

Jamil Chade - Correspondente - O Estado de S. Paulo

13 Janeiro 2014 | 17h 03

Português foi o primeiro atleta a ganhar um troféu individual sem conquistar um título com o seu clube

ZURIQUE - Era para ser apenas mais uma festa. Mas o evento de gala da Fifa hoje também foi palco de acusações. A Fifa deu o prêmio de melhor jogador do mundo para o português Cristiano Ronaldo, o primeiro atleta a sair com um troféu individual sem ter levado seu clube a sequer um título durante o ano. O português superou Franck Ribéry e Lionel Messi.

A decisão causou um profundo desconforto dos alemães, que acusam o processo de ter sido manipulado para favorecer o atacante do Real Madrid. Neste ano, pela primeira vez na história do prêmio, a Fifa ampliou o prazo de eleição, justamente para permitir que os jogos da repescagem das Eliminatórias para a Copa do Mundo pudessem também ser avaliados. Ronaldo levou Portugal para o Mundial com uma atuação de gala e que causou um impacto mundial.

Mas a ampliação do prazo não incluía o Mundial de Clubes, no qual Frank Ribery foi eleito o melhor do torneio e saiu como campeão pelo Bayern. "Algumas pessoas manipularam o processo ", disse o presidente do Bayern de Munique, Uli Hoeness, antes mesmo do anúncio ao chegar em Zurique. "Não se ajusta nos planos de alguns que o Bayern ganhe tudo", insistiu, apontando uma "conspiração".

O próprio Franck Ribéry chamou o processo de "vergonha". "Foi o meu ano. Não vejo lógica (ao não ganhar)". Ele ficou na segunda posição no prêmio. "Não posso fazer mais para ganhar a Bola de Ouro. Ganhei tudo este ano", disse.

COROA

Com ou sem polêmica, Cristiano Ronaldo saiu coroado de Zurique com sua segunda Bola de Ouro de sua carreira e a confirmação de que faz parte da história do futebol. A primeira Bola de Ouro ele recebeu em 2008, mas, desde então, Lionel Messi havia dominado todas as premiações. Neste ano, o argentino chegou apenas na terceira posição na votação.

O técnico da seleção brasileira, Luiz Felipe Scolari, votou pelo português como o melhor, colocando Messi em segundo e Ibrahimovic em terceiro.

Em 57 jogos, Ronaldo marcou 69 gols, comandou o Real Madrid e garantiu a presença de Portugal na Copa do Mundo. Mas 2013 também foi um ano de polêmicas. Joseph Blatter, presidente da Fifa, zombou em um evento público do comportamento do português em campo.

Nesta segunda-feira, Blatter tentava apagar o mal-estar, dizendo que telefonou para o português para se explicar. Mas o resultado foi uma onda de queixas do Real Madrid contra a Fifa e até a acusação de Ronaldo de que Blatter e sua entidade sempre saíam ao apoio de Messi.

Segundo analistas, o prêmio pode garantir que o salário anual de Ronaldo suba para 50 milhões de euros por ano, o maior valor já obtido por um atleta no futebol. "Joguei 30 anos cedo demais", brincou Michel Platini, presidente da Uefa e ex-Bola de Ouro, ao Estado.

SELEÇÃO

A Fifa também escolheu a seleção do ano. O time seria formado por Neuer, Lahm, Sergio Ramos, Thiago Silva e Dani Alves. Iniesta, Xavi, Ribéry, Cristiano Ronaldo, Ibrahimovic e Messi. Já Neymar ficou de fora.

Neymar também ficou sem o troféu do gol mais bonito do ano. O título ficou com Ibrahimovic.

Os dois melhores técnicos do mundo vieram do futebol alemão. Entre os homens, o vencedor foi Jupp Heynckes, ex-técnico do Bayern de Munique e que venceu tudo o que disputou em 2013. Entre as técnicas do futebol feminino, a vencedora foi a alemã Silva Neid e que venceu em 2013 a Eurocopa com a seleção da Alemanha. Entre as mulheres, a vencedora foi a goleira da seleção da Alemanha, Nadine Angerer, que bateu Marta.

A festa ainda corrigiu uma injustiça histórica e a Fifa deu uma Bola de Ouro para Pelé, que não aguentou as lágrimas. Muito emocionado, declarou: "completei a lista de troféus em casa".

Futebol Internacional

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo