1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail
Futebol Internacional

Cruyff diz que está vencendo luta contra o câncer por 2 a 0

- Atualizado: 13 Fevereiro 2016 | 12h 37

Ex-craque holandês teve problema no pulmão revelado em outubro

Considerado um dos maiores jogadores de futebol de todos os tempos, Johan Cruyff voltou a falar sobre sua luta contra o câncer no pulmão neste sábado. Em comunicado publicado em seu site oficial e compartilhado em suas redes sociais, o ex-meio-campista holandês afirmou que está vencendo o câncer por 2 a 0, mas que o confronto está apenas no primeiro tempo.

"Depois de várias sessões de tratamento médico, posso dizer que os resultados têm sido muito positivos, graças ao excelente trabalho dos médicos, o carinho das pessoas e meu pensamento positivo. Agora, estou sentindo que estou ganhando por 2 a 0 na primeira metade partida, que ainda não acabou. Mas eu tenho certeza que eu vou vencer no fim", escreveu ele.

Câncer de Cruyff foi revelado em outubro
Câncer de Cruyff foi revelado em outubro

O câncer de Cruyff, revelado em outubro, pode ter sido causado pelo cigarro, já que ele era fumante até precisar passar por uma cirurgia de ponte de safena emergencial em 1991, quando era técnico do Barcelona. De lá para cá, inclusive chegou a participar de campanhas contra o tabagismo.

Cruyff foi tricampeão da Liga dos Campeões com o Ajax, além de oito vezes campeão do Campeonato Holandês. Pelo Barcelona, faturou o Espanhol de 1973/1974 e a Copa do Rei de 1977/1978. Foi também o principal nome da seleção holandesa que trouxe para o futebol a "Laranja Mecânica" e se sagrou vice-campeã da Copa do Mundo de 1974, que ficou com a Alemanha.

Como técnico, comandou o Ajax, o Barcelona e a seleção da Catalunha, tendo levado o time espanhol ao seu primeiro título da Liga dos Campeões, em 1991/1992. Estava afastado de qualquer função no futebol desde que deixou o cargo de consultor do Chivas Guadalajara em 2012.

Futebol Internacional
Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em EsportesX