Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

CT do Palmeiras vai receber treinos da seleção brasileira em outubro

Local servirá de preparação para jogo contra o Chile, pela última rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo

O Estado de S. Paulo

12 Setembro 2017 | 07h00

A Academia de Futebol do Palmeiras vai receber a seleção brasileira em outubro para dois dias de treinos antes do jogo com o Chile, no Allianz Parque, pela última rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo. A CBF confirmou a informação no site oficial nesta segunda-feira, dia em que o coordenador de seleções, Edu Gaspar, visitou as instalações.

O dirigente foi recebido na Academia pelo presidente do clube, Mauricio Galiotte, pelo diretor de futebol, Alexandre Mattos, e pelo gerente de futebol, Cícero Souza. Galiotte e Gaspar tiveram uma convivência próxima em junho durante a reunião da seleção para dois amistosos em Melbourne, contra Argentina e Austrália. O mandatário palmeirense chefiou a delegação durante o período.

A seleção brasileira utilizou recentemente as instalações dos outros dois grandes clubes da capital paulista. Em março, durante a preparação para os jogos contra Uruguai e Paraguai pelas Eliminatórias, a equipe do técnico Tite treinou no CT do Corinthians, no CT do São Paulo e no estádio do Morumbi, além de ter entrado em campo na Arena Corinthians. 

Nos bastidores, a aproximação entre a CBF e os clubes paulistas integra os planos do presidente da entidade, Marco Polo Del Nero, de estreitar laços com as equipes locais. O vínculo esteve por alguns enfraquecido pela ligação mais próxima entre a cúpula da entidade e os times cariocas.

Durante a visita às novas instalações do Palmeiras, inauguradas neste ano, Gaspar elogiou a capacidade do local."É muito bacana visitar um clube com uma estrutura como a do Palmeiras em termos de tecnologia, equipamentos e espaço físico. É tudo realmente de primeiríssima linha. Encontrei alguns atletas no departamento médico e até brinquei que aqui está estilo europeu, não deixa a desejar para nenhum time de lá", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.