Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação
Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação

Cuca mostra preocupação com contra-ataque do Bahia

No primeiro turno, Palmeiras venceu por 4 a 2 jogando fora de casa

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

06 Outubro 2017 | 07h00

O técnico Cuca está preocupado com o contra-ataque do Bahia, adversário no retorno ao Campeonato Brasileiro, no dia 12, no Pacaembu. Nos últimos treinamentos, o treinador orientou a marcação para tentar recuperar rapidamente a bola e também o posicionamento dos zagueiros.

O treinador acredita que a partida do primeiro turno, quando o Palmeiras venceu por 4 a 2, não pode ser tomada como referência. Nesta quinta-feira, o rival anunciou o técnico Paulo Cesar Carpegiani como substituto de Preto Casagrande, demitido no início da semana. "Jogo de lá, ganhamos de 4 a 2, mas o Bahia ofereceu muito risco, chegou a empatar", alertou o treinador.

Alguns jogadores do Bahia são conhecidos do torcedor palmeirense, como o meia argentino Allione. "Tem velocidade, jogadores rápidos, que atuaram aqui, como Régis, Allione, Thiago, Matheus. Tem uma equipe com transição rápida do meio para o ataque, passam bem das linhas, com velocidade no contra-ataque, o menino que jogava no Corinthians, o Zé Rafael", analisou o treinador.

O confronto com o Bahia é fundamental na projeção feita pelo treinador para se tentar se aproximar do líder Corinthians. Cuca avalia que o Palmeiras terá de vencer os próximos três jogos depois da derrota para o Santos. "É ter cuidado quando perder a bola para não dar contra-ataque, mas temos de estar bem preparados para um jogo duro"

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.