Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Cuca reestreia em Copa Libertadores e busca vitória sem sufoco para o Palmeiras

Time precisa confirmar a vaga nas oitavas de final ao receber o Atlético Tucumán, da Argentina

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

24 Maio 2017 | 07h00

O técnico Cuca tem uma missão dupla para cumprir nesta quarta-feira, às 21h45, quando estreia na Copa Libertadores deste ano no comando do Palmeiras, diante do Atlético Tucumán, no Allianz Parque. Campeão do torneio em 2013 pelo Atlético-MG, o treinador precisa confirmar a passagem do time para as oitavas de final com uma vitória tranquila, condição que a equipe ainda não viveu nesta edição.

O líder do Grupo 5 conquistou as três vitórias na competição sob sufoco. Em casa, bateu o Jorge Wilstermann e o Peñarol com gols depois dos 50 minutos do segundo tempo; como visitante, conseguiu derrotar o time uruguaio de virada após levar 2 a 0 antes do intervalo. 

Os resultados sofridos contribuíram para o antecessor de Cuca, Eduardo Baptista, ficar sob pressão no clube e ter a saída anunciada no dia seguinte à primeira derrota do Palmeiras na competição. "Tudo o que já passamos fica de alerta, mas sabemos da força que nós temos. Como é um jogo em casa contra um concorrente direto, temos de vencer", disse o lateral-esquerdo Zé Roberto.

Ao entrar em campo nesta quarta, o veterano de 42 anos vai se tornar o segundo jogador mais velho a disputar uma partida de Libertadores. Zé Roberto ficará atrás apenas do ex-atacante peruano Villanueva, escalado aos 43 anos pelo Sporting Cristal na década de 1960.

A vantagem para o técnico Cuca é, mesmo diante de grandes expectativas, ter condições favoráveis à classificação no grupo. O líder Palmeiras pode perder até por um gol de diferença que estará nas oitavas de final. Em caso de desvantagem maior, terá de torcer para o Jorge Wilstermann não derrotar o Peñarol, em Montevidéu. A arena deve estar lotada, pois até terça-feira foram vendidos 33 mil ingressos.

A equipe deve ter como novidade a entrada de Róger Guedes como titular na vaga de Willian. O último treino deixou como dúvida o atacante Miguel Borja. O colombiano sofreu um pancada no joelho esquerdo e saiu do campo mais cedo. Caso não tenha condição, quem reassume lugar no time será o próprio Willian.

O Tucumán vai jogar de luto. Dois torcedores morreram em um acidente de carro nesta terça-feira, no norte da Argentina, quando viajavam ao Brasil para a partida. A equipe ainda não pontuou fora de casa na fase de grupos.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS X ATLÉTICO TUCUMÁN

PALMEIRAS: Fernando Prass; Jean, Mina, Edu Dracena e Zé Roberto; Thiago Santos e Tchê Tchê; Guerra, Róger Guedes e Dudu; Borja (Willian). Técnico: Cuca.

ATLÉTICO TUCUMÁN: Lucchetti; Di Plácido, Bianchi, Canuto e Evangelista; Álvarez, Leyes, Rodríguez, Barbona e Aliendro; González. Técnico: Pablo Lavallén.

Juiz: Wilmar Roldán (Colômbia). 

Local: Allianz Parque, em São Paulo.  

Horário: 21h45.  

Transmissão: Globo e Fox Sports. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.