Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Esportes

Esportes » Palmeiras pega o Audax em início de série para Cuca arrumar o time

Futebol

Alex Silva/Estadão

Esportes

Palmeiras

Palmeiras pega o Audax em início de série para Cuca arrumar o time

Equipe tem série no estadual antes de decisões na Libertadores

0

Daniel Batista,
O Estado de S.Paulo

20 Março 2016 | 07h00

O Palmeiras vive uma dupla sensação. Ao mesmo tempo em que quer esquecer a Libertadores precisa se preparar para os dois jogos decisivos que terá pela frente na competição continental. Hoje, o adversário será o Osasco Audax, às 18h30, no José Liberatti, no primeiro de cinco testes no estadual antes das partidas que podem valer o semestre.

O técnico Cuca estreou na quinta-feira com derrota para o Nacional por 1 a 0, em Montevidéu. Após o jogo, admitiu que as coisas não saíram como o esperado, mas que terá tempo para corrigir os erros e dar sua cara ao time, que tem graves problemas, como falta de criatividade e de marcação, principalmente pelas laterais.

Após a partida de hoje, o Palmeiras ainda enfrenta o Red Bull (casa), Água Santa (fora), Rio Claro (casa) e faz o clássico com o Corinthians no Allianz Parque. Vale ressaltar que os jogos contra o Red Bull e Rio Claro serão no Pacaembu. Neste período, tudo pode mudar para a equipe alviverde.

“Temos alternado muito dentro das partidas, com momentos bons e ruins e isso o Cuca vai ter tempo para corrigir. Esperamos que no mais breve tempo a gente consiga crescer e evoluir com o novo comando”, disse o goleiro Fernando Prass. 

A classificação na Libertadores hoje parece muito mais utopia do que realidade. Entretanto, a preocupação da comissão técnica e da diretoria é que o time consiga voltar a apresentar um bom futebol, algo tão raro de se ver nesta temporada. 

Quando chegou ao clube, Cuca avisou que não estava preocupado em achar o chamado time ideal, mas sim, uma formação que derrotasse o Nacional. Sem êxito, poderá pensar no plano inicial e já colocar seus princípios e preferências na equipe. 

Uma delas, bem diferente do que pensava seu antecessor, Marcelo Oliveira, é a escalação de dois jogadores na criação. Marcelo gosta de ter um meia apenas com dois atacantes pelas pontas e outro centralizado dentro da área.

“Você não pode por a obrigação de criação em um jogador. Se marcar ele, ninguém mais cria? O ponta é um quarto homem do meio, que vem jogar e tem liberdade para rodar”, explicou o treinador. 

A formação para o jogo de hoje é um grande mistério. O Palmeiras jogou na quinta, voltou para São Paulo na sexta e ontem treinou sem a presença da imprensa. Logo, Cuca não deu pistas de quem vai levar a campo, mas é certo que o time terá alterações em relação ao jogo com os uruguaios. Allione se recupera de uma pancada levada na partida e Lucas faz fortalecimento muscular, por isso, ambos serão desfalques neste domingo. Uma das poucas coisas que o treinador já antecipou é que Gabriel Jesus deverá ser titular. 

Apesar de ter sido vítima de racismo, o atacante entrou bem diante dos uruguaios e já ganhou pontos com o treinador ao contrário de Allione, titular na quinta, mas que não conseguiu render o esperado. 

A questão física também pode pesar na escalação. Como o time teve pouco tempo para descansar, é possível que alguns jogadores sejam preservados, como por exemplo, Zé Roberto. O jogo de hoje também é uma boa oportunidade para o palmeirense ir ao estádio, já que, embora seja visitante, a torcida alviverde deverá ser a maioria e com ingressos com preços mais acessíveis, no valor de R$ 40. 

JEJUM

O estilo de jogo do Osasco Audax de Fernando Diniz, onde a equipe não dá chutão, chama a atenção, mas ainda não funcionou nas partidas mais importantes. Na história, a equipe fez sete partidas contra times grandes e nunca venceu. Foram dois empates e cinco derrotas. 

FICHA TÉCNICA

OSASCO AUDAX: Felipe Alves; Francis, Gabriel Nunes (André Castro), Bruno Silva e Léo Bahia; Tchê Tchê, Camacho e Rodrigo Andrade (Juninho); Mike, Ytalo e Bruno Paulo

Técnico: Fernando Diniz

PALMEIRAS: Fernando Prass; Jean, Edu Dracena, Vitor Hugo e Egídio (Robinho); Gabriel, Arouca, Zé Roberto, Dudu e Gabriel Jesus; Alecsandro

Técnico: Cuca

JUIZ: Vinicius Furlan

LOCAL: Professor José Liberatti, em Osasco

HORÁRIO: 18h30

Mais conteúdo sobre:

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.