Claude Paris/AP
Claude Paris/AP

Daniel Alves admite confiança, mas pede prudência à Juventus após vitória

Brasileiro consagrou Higuaín em vitória sobre o Monaco

Estadão Conteúdo

03 Maio 2017 | 19h18

Autor de duas assistências nesta quarta-feira, uma delas de calcanhar, o lateral-direito brasileiro Daniel Alves minimizou a sua boa atuação, destacou a confiança do elenco e enalteceu o desempenho coletivo da Juventus na vitória sobre o Monaco por 2 a 0, fora de casa, na primeira partida da semifinal da Liga dos Campeões da Europa.

"Acredito que, mais do que a assistência, vale destacar o grande trabalho que fizemos", comentou o lateral-direito brasileiro, confiante na conquista do título. "A gente está confiante desde que começou a competição, pelo fato de que temos um sonho aqui, e para conseguir esse sonho precisamos acreditar nele. E, após cada fase que avançamos, ficamos ainda mais confiantes".

Apesar da boa vantagem, Daniel Alves elogiou o Monaco e pediu cautela na partida de volta, em Turim, na próxima terça-feira. "Precisamos de prudência para alcançar o objetivo", destacou. "O Monaco é uma equipe bastante qualificada".

O brasileiro também foi cauteloso ao comentar sobre o seu momento na Juventus. "Não sei se é minha melhor fase aqui. Sempre tentei fazer o melhor, me adaptar ao estilo de jogo. Custou um pouco no princípio e, quando estava me adaptando, eu me machuquei e fiquei um tempo fora", pontuou. "Mas, quando voltei, acho que entendi".

Já Gonzalo Higuaín, autor dos dois gols da Juventus, destacou a importância do resultado obtido nesta quarta-feira. "Estou muito feliz, era importante ir bem nessa semifinal e conseguimos. Voltaremos para casa com uma vitória importantíssima", disse o atacante argentino. "O time fez um grande trabalho".

Pelo lado do Monaco, por sua vez, os jogadores procuraram manter o otimismo mesmo após a derrota. "São dois jogos, no primeiro eles foram melhores, agora é descansar, trabalhar e tentar reverter", avaliou o zagueiro brasileiro Jemerson. "É importante ter calma e, no jogo de volta, ter um pouco mais de sorte para fazermos o gol".

Principal destaque do Monaco, o atacante Kylian Mbappé aprovou a atuação desta quarta-feira e lamentou apenas as chances desperdiçadas. "Eles tiveram duas chances e marcaram dois gols, nós tivemos várias e não fizemos nenhum. Isto diz tudo", lamentou o jogador de 18 anos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.