Ivan Storti/Santos FC
Ivan Storti/Santos FC

Daniel Guedes admite incômodo com sequência sem vitórias do Santos no Paulistão

Alvinegro da Vila Belmiro não vence há três rodadas no Estadual

Estadão Conteúdo

13 Fevereiro 2018 | 21h02

Se Daniel Guedes vem se destacando neste início de temporada, o mesmo não ocorre com o desempenho coletivo do Santos. A equipe não vence há três rodadas no Campeonato Paulista e está apenas na segunda posição do Grupo D, atrás do Botafogo, de Ribeirão Preto (SP).

+ De volta ao Santos, Gabriel pede Vila Belmiro lotada no seu retorno ao estádio

+ Jair Ventura lamenta equipe em formação, mas afirma que o Santos vai crescer

Incomodado com a sequência, o lateral-direito cobrou uma melhora e afirmou que o Santos precisa vencer de qualquer maneira nesta quarta-feira contra o São Caetano, às 19h30, no estádio da Vila Belmiro, em Santos.

"Estamos incomodados. Sabemos que um clube como o Santos não pode ficar tanto tempo sem vencer, e a gente precisa ganhar novamente. Temos a compreensão disso e vamos em busca da vitória amanhã (quarta-feira)", afirmou Daniel Guedes em entrevista à TV Globo.

Embora incomodado, o lateral-direito comemorou o seu bom início de temporada. E brincou que o atacante Gabriel Barbosa - o Gabigol - agradeceu a sua assistência na última rodada, no empate com a Ferroviária por 2 a 2, em Araraquara (SP).

"Estou muito feliz. Tem sido um começo de ano muito bom para mim, tem superado minhas expectativas", assegurou o atleta. "E ele (Gabigol) agradeceu. Ele é muito simpático, uma pessoa do bem".

Sobre a escalação do Santos, que terá uma disputa entre Copete, Gabriel, Arthur Gomes e Eduardo Sasha por três vagas no ataque, Daniel Guedes evitou dar qualquer pista. "Aí o professor Jair (Ventura) me dá uma bronca. Vou deixar essa responsabilidade para ele".

O Santos deve ir a campo nesta quarta-feira com a seguinte escalação: Vanderlei; Daniel Guedes, Gustavo Henrique, David Braz e Caju; Alison, Renato e Vecchio; Gabriel, Eduardo Sasha e Arthur Gomes (Copete).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.