Site oficial do Santos
Site oficial do Santos

David Braz exalta atuação de Aranha e admite Corinthians 'bem distante'

Zagueiro avalia boa atuação de equipe no empate por 1 a 1 com a Ponte Preta

Estadao Conteudo

12 Outubro 2017 | 19h54

O "vilão" do empate do Santos com a Ponte Preta é um velho conhecido do torcedor do clube, ao menos na avaliação de David Braz. Para o zagueiro, o time teve boa atuação no empate por 1 a 1 com a Ponte Preta, no Moisés Lucarelli, mas acabou parando no goleiro na partida válida pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro.

+ Santos só empata com a Ponte Preta em Campinas e fica mais longe do Corinthians

+ Com gol contra bizarro de Pará, Flamengo e Fluminense empatam no Maracanã

"Fizemos um segundo tempo muito bom, mas a bola não entrou. O Aranha fez grandes defesas e dominamos o jogo", avaliou David Braz, apontando que o Santos poderia ter conseguido a virada diante da Ponte Preta na etapa final, quando propôs mais o jogo e ainda ficou com um jogador a mais em campo após a expulsão de Fernando Bob.

David Braz evita "jogar a toalha" na briga pelo título do Brasileirão, mas reconheceu que a distância de dez pontos para o Corinthians é difícil de ser tirada. Independentemente disso, vê o Santos recuperado após a dolorosa eliminação nas quartas de final da Copa Libertadores para o Barcelona de Guayaquil, pois somou sete pontos nas três rodadas seguintes do torneio nacional.

"Pela disputa com o Corinthians, queríamos muito a vitória. Merecíamos por tudo o que fizemos na partida. Agora é trabalhar porque faltou o detalhe. Estamos sem perder desde que saímos da Libertadores. O objetivo é ganhar sempre. O campeonato é difícil e o Corinthians está bem distante. Tudo é possível no futebol e vamos acreditar até o final", concluiu.

+ Sport ganha do Vitória em Salvador, quebra jejum de nove jogos e deixa a degola

Com 48 pontos, o Santos está na vice-liderança no Brasileirão. O time voltará a jogar na próxima segunda-feira, quando receberá o Vitória, no Pacaembu, pela 28ª rodada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.