Jon Super/AP
Jon Super/AP

Defender o título inglês será 'difícil', diz o treinador do City

Manuel Pellegrini mostra abatimento após derrota para o Liverpool

Tom Hayward, REUTERS

01 Março 2015 | 14h15

Um abatido Manuel Pellegrini disse que será "difícil" para o Manchester City alcançar o líder Chelsea no topo do Campeonato Inglês, especialmente depois de sucumbir neste domingo diante do Liverpool em Anfield, por 2 a 1.

O atual campeão City poderia diminuir para dois pontos a diferença para o time do oeste de Londres, que neste fim de semana abdica do Campeonato Inglês para jogar a final da Copa da Liga Inglesa contra o Tottenham.

Em vez disso, o Manchester City segue cinco pontos abaixo do líder, e com um jogo a mais. Neste domingo, a equipe saiu derrotada em Anfield graças a dois belos gols marcados por Jordan Henderson e Philippe Coutinho. Edin Dzeko fez para o City.

"Claro que é difícil alcançar o topo do tabela se você perde três pontos", disse Pellegrini à Sky Sports. "São três pontos a menos com um jogo a mais. Foi um duelo parelho."

O City foi infeliz em Anfield e pareceu afobado diante da enérgica marcação sob pressão do Liverpool, que desmantelou a marca registrada do time de Manchester, os passes rápidos.

Depois de quatro jogos seguidos sem vitória em janeiro e fevereiro, o City parecia ter voltado forte à disputa pelo título com vitórias sobre Stoke City e Newcastle, que, somadas, tiveram placar de 9 a 1.

Após a derrota deste domingo, no entanto, Pellegrini disse que ainda há muito o que melhorar em seu elenco caro, cheio de estrelas. "Há muito o que analisar para que possamos melhorar. Estou preocupado com o tanto de bola que perdemos. A marcação pressão é um fator", acrescentou o chileno.

O City tem ainda 11 partidas do Campeonato Inglês para alcançar o Chelsea, começando pelo jogo fora de casa contra o lanterna Leicester City na quarta-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.