Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Esportes

Esportes » Deivid admite alívio com virada do Cruzeiro diante do Tombense

Futebol

Esportes

futebol

Deivid admite alívio com virada do Cruzeiro diante do Tombense

O técnico Deivid admitiu que a vitória do Cruzeiro por 2 a 1 diante do Tombense, na noite de quarta-feira, em Muriaé, minimiza a pressão sobre o time, que havia tropeçado na estreia do Campeonato Mineiro, embora ele mesmo tenha reconhecido a atuação irregular dos seus jogadores, especialmente no primeiro tempo, quando o adversário abriu o placar e teve outras chances para ampliar a sua vantagem.

0

Estadão Conteúdo

04 Fevereiro 2016 | 09h55

"Foi uma vitória pra tirar um pouquinho o peso. No primeiro tempo, não estivemos bem no jogo. O Tombense teve mais volume de jogo e ganhou o meio-campo. Não deu para ajustar. Eles foram melhores no primeiro tempo que no segundo. Foram dois jogos distintos. Eles ganharam o primeiro e nós ganhamos o segundo", disse o treinador.

Insatisfeito com a atuação do time na etapa inicial, Deivid fez duas mudanças no intervalo, com as entradas de Marcos Vinícius e Elber nas vagas de Ariel Cabral e Gabriel Xavier. E o treinador avaliou que as mudanças foram fundamentais para o triunfo de virada.

"No intervalo, consegui ajustar a equipe. Coloquei o Marcos Vinícius pra fazer o tripé, junto com o Henrique e o Sánchez Miño. O Élber ficou aberto pela direita porque o lateral-esquerdo deles estava apoiando muito e depois ele ficou com receio de subir", comentou.

Deivid também pediu paciência ao torcedor neste início de temporada, afirmando que o Cruzeiro ainda precisa de ajustes para apresentar todo o seu potencial em campo. "A gente está ajustando a equipe durante a competição e é muito difícil. O Tombense começou a pré-temporada em novembro, tanto que fisicamente eles estão muito acima do Cruzeiro. O segundo tempo foi muito bom. Temos que ajustar algumas coisinhas para não sofrer tanto. A gente está encontrando o melhor esquema e o melhor posicionamento para que os jogadores se sintam mais à vontade", comentou.

Além disso, ressaltou a decisão de escalar um time mais técnico, que valoriza a posse de bola e tem postura ofensiva, mesmo que isso resulte em riscos ao sistema defensivo. "O Cruzeiro vai propor o jogo. Quando você faz isso, acaba dando espaço. E quando dá espaço, corre o risco de sofrer o gol. Não posso ser treinador do Cruzeiro e jogar atrás. Tem que jogar na frente. Com todo respeito a URT e Tombense, são clubes inferiores ao Cruzeiro. Nós vamos propor o jogo, é natural. Só temos que ajustar algumas coisas para deixar o time no jeito", disse.

Com a vitória, o Cruzeiro soma quatro pontos em dois jogos no Mineiro. O próximo compromisso do time na competição será somente em 14 de fevereiro, em casa, diante do Tupi.

Mais conteúdo sobre:

Comentários