Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Depois de 7 anos, Brasil volta a liderar ranking da Fifa

Classificação antecipada para a Copa de 2018, após sequência de vitórias, garante o primeiro lugar

Jamil Chade, correspondente em Genebra, O Estado de S.Paulo

06 Abril 2017 | 05h40

Depois de um período de sete anos, o Brasil volta a liderar o ranking da Fifa. De acordo com a classificação publicada nesta quinta-feira pela entidade máxima do futebol mundial, a seleção de Tite superou a Argentina para voltar a ser a número 1 do mundo. A última vez em que a equipe havia liderado o ranking tinha sido antes da Copa do Mundo de 2010. No torneio disputado na África do Sul, o Brasil foi eliminado nas quartas de final, com uma derrota de virada para a Holanda, e nunca mais voltou ao topo da tabela.

Agora, a sequência de nove vitórias do grupo de Tite, sendo oito pelas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa de 2018, incluindo os dois jogos disputados em março contra Uruguai e Paraguai, além da classificação antecipada para o Mundial da Rússia, garantiu a liderança. Somando 127 pontos em apenas um mês, a seleção brasileira pôde alcançar o primeiro lugar, com 1.661 pontos.

Em agosto do ano passado, o Brasil era apenas o nono colocado no ranking e, mesmo dentro da CBF, membros da comissão técnica ironizavam que a classificação da Fifa só era mencionada quando interessava. Caso contrário, era criticada por não ter critérios claros. Polêmico, o ranking é alvo de condenação especialmente porque a conquista de títulos internacionais não tem peso suficiente para modificar a tabela de forma dramática.

Na atualização deste mês, 129 jogos foram considerados para o ranking. O Brasil ultrapassou a Argentina, que está em crise e caiu para o segundo lugar da lista, agora com 1.603 pontos. A campeã mundial Alemanha é a terceira colocada, com 1.464 pontos, seguida do Chile, com 1.403. A Colômbia ascendeu para o quinto lugar, com 1.348 pontos, ultrapassando a sexta colocada França e a Bélgica, que caiu para a sétima posição, à frente de Portugal, a campeã da Eurocopa. A Suíça chegou ao top 10 ao atingir a nona posição, seguida da Espanha. Enquanto isso, o Uruguai saiu da elite dos dez primeiros do mundo - estava em nono lugar - para agora ocupar a 15.ª posição.

CONFIRA OS 20 PRIMEIROS

1º - Brasil, 1.661 pontos

2º - Argentina, 1.603

3º - Alemanha, 1.464

4º - Chile, 1.403

5º - Colômbia, 1.348

6º - França, 1.294

7º - Bélgica, 1.281

8º - Portugal, 1.259

9º - Suíça, 1.212

10º - Espanha, 1.204

11º - Polônia, 1.183

12º - Itália, 1.165

13º - País de Gales, 1.119

14º - Inglaterra, 1.103

15º - Uruguai, 1.097

16º - México, 1.072

17º - Peru, 1.042

18º - Croácia, 1.016

19º - Egito, 910

20º - Costa Rica, 902

Encontrou algum erro? Entre em contato

0 Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.