Derrota não altera clima no Guarani

Embora o time tenha sido derrotado por 1 a 0 para o Etti Jundiaí, domingo, em Jundiaí, pela oitava rodada do Torneio Rio-São Paulo, o técnico do Guarani, Zé Mário, gostou da atuação de seus jogadores. Segundo o treinador, a equipe foi melhor durante toda a partida e só não saiu de campo com a vitória devido à má pontaria de seus atacantes. Ele pretende manter o moral elevado do grupo, agora, para enfrentar o Paraná, quarta-feira, pela Copa do Brasil, em Curitiba. "O Guarani foi melhor do início ao fim, criou boas oportunidades mas, infelizmente, faltou o gol", lamentou Zé Mário. O treinador gostou tanto da atuação que acredita que o time tenha totais condições de conquistar uma das quatro vagas à fase final do Rio-São Paulo. A confiança do treinador se deve ao fato do Guarani ter uma boa seqüência de jogos em casa nas próximas rodadas. Nos três próximos jogos enfrenta Corinthians, Vasco e Fluminense. "Se mostrarmos este mesmo futebol apresentado contra o Etti nas próximas partidas, estou convicto de que vamos conseguir nos classificar", garantiu Zé Mário. Mas o Rio-São Paulo passou a fazer parte do passado para o Guarani. Os jogadores se preocupam agora com o Paraná Clube, adversário de quarta-feira pela Copa do Brasil. Para este jogo o técnico Zé Mário não deverá contar com o atacante Léo, que saiu ainda no primeiro tempo contra o Etti com o pé esquerdo imobilizado. Dudu, que vinha atuando como titular, também está vetado pelo departamento médico. A opção do treinador seria mais uma vez adiantar Marcinho ao ataque, fazendo dupla com Zé Afonso. Com isso, o volante Alexandre deve ganhar nova chance no time titular.

Agencia Estado,

04 Março 2002 | 14h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.