1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Futebol Internacional

Di Maria estreia, mas Manchester United tropeça e só empata

Estadão Conteúdo

30 Agosto 2014 | 10h 48

Apesar da estreia do craque argentino, time de Louis Van Gaal volta a mostrar problemas e segue sem vencer na temporada

Na estreia de Ángel di Maria, o Manchester United seguiu seu calvário neste início de temporada 2014/2015 e amargou mais um tropeço. Nem mesmo com a entrada de um dos melhores jogadores da temporada passada a equipe de Louis van Gaal conseguiu mostrar um bom futebol e acabou ficando apenas no empate por 0 a 0 com o caçula Burnley neste sábado, fora de casa, pela terceira rodada do Campeonato Inglês.

Com o resultado, o Manchester United, que tão bonito fez durante a pré-temporada, segue sem vencer em jogos oficiais em 2014/2015. Já são três partidas no Inglês, com dois empates e uma derrota. Na Copa da Liga Inglesa, o maior vexame, com a goleada sofrida por 4 a 0 diante do Milton Keynes Dons na última terça-feira.

A péssima sequência coloca o Manchester na 13.ª posição da tabela, com apenas dois pontos e uma partida a mais que as outras equipes. A esperança é a entrada de novos reforços. Di Maria ainda deve se entrosar com seus novos companheiros. Além disso, Marcos Rojo e Daley Blind, este último contratado neste sábado, ainda vão estrear.

AFP
Contratação mais cara do futebol inglês, Di Maria estreou pelo United neste sábado

O Manchester em nenhum momento teve o controle da partida e quem chegou mais perto de marcar foi o Burnley. Logo aos três minutos, Jones cobrou falta buscando o ângulo esquerdo de De Gea e acertou o travessão. A resposta veio aos 14, quando Van Persie recebeu de Di Maria e parou no goleiro Heaton. Mas os donos da casa voltariam a assustar aos 26, novamente com Jones, que exigiu defesa de De Gea.

No segundo tempo, aos 13 minutos, o Manchester criou sua melhor chance, quando Van Persie aproveitou sobra na entrada da área e bateu, mas Marney salvou em cima da linha. Aos 24, Di Maria deixou o campo após uma apagada estreia. Ainda deu tempo para que o Burnley assustasse mais uma vez, aos 30, em nova cobrança de falta, mas Taylor chutou por cima.

Futebol Internacional