Gilvan de Souza/ Divulgação
Gilvan de Souza/ Divulgação

Diego inicia transição, treina no campo e pode jogar o Fla-Flu

Meia está recuperado de lesão muscular e tem chance de atuar na quinta-feira

Estadão Conteúdo

10 Outubro 2017 | 20h14

O técnico Reinaldo Rueda ganhou nesta terça-feira esperança de poder contar com Diego no clássico entre o Flamengo e o Fluminense, nesta quinta, em rodada do Brasileirão. O meia, cortado da seleção brasileira por problema físico, iniciou nesta terça a transição entre o departamento médico e a preparação física.

+ Novo vice de futebol do Flamengo fala em título da Sul-Americana

O jogador se machucou no dia 2, no duelo com a Ponte Preta, pelo Brasileirão. Ele chegou a se apresentar à seleção no dia seguinte ao jogo, mas acabou vetado por conta da lesão muscular na coxa direita. Em seguida, já iniciou o tratamento fisioterápico no clube carioca.

Diego aproveitou a sequência de dez dias sem jogos pelo Brasileirão, em razão das duas rodadas finais da Eliminatórias para a Copa do Mundo, para se recuperar fisicamente. E, nesta terça, deu bons sinais de recuperação à comissão técnica. Ele trabalhou no Ninho do Urubu com o fisioterapeuta Fred Manhães.

"Conversei com o Diego, ele tá fazendo de tudo para se recuperar e, se puder, com certeza estará com a gente em campo", disse o meio-campista William Arão, na entrevista coletiva desta terça.

Rueda só deve saber se poderá contar com Diego para o clássico nesta quarta. O treinador está preocupado com a possível baixa do meia porque já terá outras baixas de peso no elenco, em razão das partidas das Eliminatórias, na noite desta terça.

Guerrero, Trauco e Cuéllar vão defender suas seleções nesta noite e devem estar desgastados para entrarem em campo na quinta, no Maracanã. De acordo com o Flamengo, o trio só deve se apresentar ao clube na manhã do dia da partida, que está marcada para as 17 horas.

Mais conteúdo sobre:
Reinaldo Rueda Fluminense Flamengo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.