Roberto Custódio/Lightpress/Cruzeiro
Roberto Custódio/Lightpress/Cruzeiro

Digão cobra Cruzeiro focado contra o Grêmio para se aproximar do Corinthians

Zagueiro substituirá Léo e Murilo, lesionados, na partida contra o Grêmio, na quarta-feira

Estadão Conteúdo

10 Outubro 2017 | 19h18

O Cruzeiro tem 11 pontos a menos e uma partida a mais do que o líder Corinthians. Mas, embalada pela conquista da Copa do Brasil há duas semanas, a equipe mineira mantém o sonho de conquistar o Campeonato Brasileiro. Foi, ao menos, o que garantiu o zagueiro Digão nesta terça-feira.

+ Fabio e zagueiros titulares desfalcam o Cruzeiro contra o Grêmio

Confirmado como titular devido aos desfalques de Léo e Murilo, contundidos, o zagueiro cobrou uma atenção redobrada para o duelo contra o Grêmio, quarta, em Porto Alegre, pela 27ª rodada do Brasileirão, para que o Cruzeiro possa manter sua perseguição ao líder.

"Nosso pensamento há duas semanas era o título da Copa do Brasil e conseguimos. Colocamos também o foco de não abandonar o Brasileiro e estamos vendo que ainda temos chance. Faltam 11 ou 12 partidas, tem muito caminho para se percorrer, mas, se Deus quiser, podemos chegar no Corinthians ainda", apostou.

Digão comentou também sobre a oportunidade de substituir a dupla de zaga titular - Manoel será o seu parceiro nesta quarta. "Desfalques acontecem. O ano é muito longo, são muitos jogos. O Brasileiro tem 38 rodadas, é um campeonato muito difícil. Lógico que vão aparecer lesões, cartões, isso é normal. Mas, quando se tem um elenco bom, um elenco forte, dá para suprir essas ausências", avaliou Digão, garantindo que está pronto para substituir Léo e Murilo.

"A gente respeita quem estava jogando, mas cada um quer seu espaço. Ficamos tristes pelos companheiros que se machucam. Mas surgiu a oportunidade e temos que agarrá-la. Eu e Manoel temos conversado bastante, ele é um cara experiente. Um vai orientando o outro e esperamos que dê certo", acrescentou.

Confiante para o jogo de quarta-feira, o zagueiro lembrou que o Cruzeiro eliminou o Grêmio na semifinal da Copa do Brasil, embora tenha ponderado que este novo duelo será diferente. "Cada jogo é uma história. São partidas distintas. Uma semifinal de Copa do Brasil tem uma tensão diferente. A equipe do Grêmio é muito qualificada, todo mundo vê. Mas espero que todos que entrarem em campo nesta quarta estejam inspirados para conseguir parar o Grêmio de novo", completou.

Mais conteúdo sobre:
Cruzeiro futebol Cruzeiro Esporte Clube

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.