Ivan Storti/ Divulgação
Ivan Storti/ Divulgação

Diretoria do Santos surpreende e demite Enderson Moreira

Treinador vinha em rota de colisão com atletas da base do clube

SANCHES FILHO, O Estado de S. Paulo

05 Março 2015 | 13h25

Chegou ao fim nesta quinta-feira a trajetória de Enderson Moreira como técnico do Santos. O clube da Vila Belmiro surpreendeu e, mesmo em meio a bons resultados no Campeonato Paulista, acertou a demissão do treinador, que estava no cargo desde setembro do ano passado.

A demissão surpreendeu por conta do bom retrospecto do Santos na temporada, já que a equipe venceu cinco dos sete jogos que fez no Campeonato Paulista, segue invicta e lidera o Grupo 4 da competição. No entanto, Enderson não contava com respaldo total da diretoria, já que parte dela tinha desconfiança em relação ao seu trabalho.

O principal desentendimento entre o treinador e a diretoria seria em relação aos jovens da base do Santos. Enderson estaria sendo pressionado para escalar alguns dos garotos revelados pelo próprio clube, casos de Caju, Gustavo Henrique e, principalmente, Gabriel, mas resistia em colocá-los como titulares.

A gota d'água teria sido a entrevista dada à Rádio Bandeirantes pelo treinador na quarta-feira. Sem citar nomes, Enderson criticou alguns jovens do Santos. "Alguns atletas acham que são mais do que são. Ainda não conquistaram nada, não são referências e têm muito que caminhar", chegou a dizer.

A declaração gerou uma rápida reação no clube e o zagueiro Gustavo Henrique, um dos preteridos pelo técnico, respondeu. "Eu acho que nenhum jogador jovem se acha muito aqui. Talvez a gente, por estar começando agora, tente mostrar o potencial e às vezes acaba confundindo as coisas. Mas os jogadores jovens que estão aqui sempre procuram ver os exemplos do mais velhos."

Vindo de ótimo trabalho no Goiás, de 2011 a 2013, e passagem não tão boa pelo Grêmio, no primeiro semestre de 2014, Enderson Moreira ficou apenas seis meses no Santos. No período, foram 30 partidas, com 16 vitórias, cinco empates e nove derrotas. O presidente do clube, Modesto Roma Jr., convocou uma entrevista ainda para esta quinta à tarde na qual deve explicar os motivos da demissão.

Mais conteúdo sobre:
futebol Santos FC Enderson Moreira

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.