1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Copa 2014

Dividido, Zé Roberto vê Brasil x Alemanha 'fantástico'

AE - Agência Estado

07 Julho 2014 | 15h 22

O duelo desta terça-feira entre Brasil e Alemanha, pelas semifinais da Copa do Mundo, vai deixar o meia Zé Roberto com o coração dividido. Ao mesmo tempo que defendeu a seleção brasileira em dois Mundiais, o jogador do Grêmio passou mais de uma década de sua carreira em clubes alemães e, por isso, considera o país como sua "segunda casa", assim como diz estar prevendo um confronto "fantástico" no Mineirão.

Em terras germânicas, Zé Roberto viveu o auge de sua carreira na década passada. Jogou no Bayern de Munique, onde conquistou quatro vezes o Campeonato Alemão em duas passagens pelo clube, que ele defendeu entre 2003 e 2006 e entre 2007 e 2009. Antes, já havia ajudado o Bayer Leverkusen a alcançar a final da Liga dos Campeões e o vice-campeonato do Campeonato Alemão na temporada 2001/2002.

O sucesso na Alemanha fez com que o meia de 40 anos fosse frequentemente convocado para a seleção brasileira, pela qual participou dos Mundiais de 1998 e 2006 e conquistou por duas vezes a Copa América e a Copa das Confederações.

Com toda essa experiência de ambos os lados, o jogador espera um grande jogo no Mineirão. "A Alemanha tem um time forte, com muita obediência tática. É assim nos clubes e eles conseguem refletir na seleção. E quando há uma equipe sólida, a qualidade individual aparece e pode fazer a diferença na hora da decisão. Já o Brasil está jogando em casa, mostrando muita força e vibração durante as partidas", avaliou, por meio de declarações distribuídas nesta segunda-feira por sua assessoria.

Nem a lesão de Neymar faz com que Zé Roberto aponte um favorito para o duelo. "A perda do Neymar vai unir ainda mais o grupo, que fará de tudo para dedicar o hexa a ele. Por isso, espero um jogo fantástico, de encher os olhos", afirmou.

O meia completou 40 anos no último domingo, mas não soube apontar qual seria o melhor presente em relação ao jogo de terça. "Meus filhos nasceram na Alemanha, vivi muitos anos lá, virou minha segunda casa. Então vou ficar feliz e triste ao mesmo tempo, independentemente do ganhador", dividiu-se.

Copa 2014