Dodô evita polêmica com santistas

O atacante Dodô, do Botafogo, disse não ter guardado mágoas da torcida do Santos, por causa das provocações de que foi alvo, durante o empate por 3 a 3, domingo, pelo Torneio Rio-São Paulo. O jogador também afirmou não ter motivos para pedir desculpas aos torcedores santistas, depois de ter feito gestos mandando eles ficarem quietos durante as comemorações dos seus dois gols. "A torcida brincou comigo desde o início do jogo. Quando fiz os gols, foi a minha vez de brincar com eles", explicou Dodô. "Só lamento termos deixado escapar a vitória nos últimos minutos." O presidente do Botafogo, Mauro Ney Palmeiro, informou que a situação do superintendente de futebol do clube, Bebeto de Freitas, será decidida até quinta-feira. Bebeto vem tendo vários desentendimentos com a diretoria, que está com a intenção de demiti-lo.

Agencia Estado,

11 Março 2002 | 19h49

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.