Dois jogos abrem a Taça de Marília

Duas partidas abrem nesta sexta-feira o quadrangular que coloca em jogo a Taça Cidade de Marília. Às 18h30 se enfrentam União São João de Araras e Juventude, de Caxias do Sul, no estádio Bento de Abreu. Em seguida, às 20h30, jogam Marília e Guarani. Os vencedores disputarão o título domingo, enquanto os perdedores lutarão pelo terceiro lugar. Os quatro participantes estão na reta final de preparação para o Campeonato Brasileiro. Guarani e Juventude disputarão a Série A, o União São João jogará na B e o Marília, atual campeão paulista da Série A2 (segunda divisão estadual), irá estrear na Série C nacional. Será a oportunidade para os clubes testarem seus novos contratados. O time da casa mudou praticamente metade do elenco do primeiro semestre. O Guarani, eliminado no Torneio Rio-São Paulo, contratou 14 reforços para não decepcionar no Brasileiro. O Juventude montou uma equipe e pretende lutar para não ser rebaixado. Já o União de Araras apostou no técnico Élcio Nogueira para reformular seu elenco. "Acho que teremos uma competição de alto nível técnico", espera o técnico Luiz Carlos Ferreira, que pretende levar o Marília para a Série B do Brasileiro em 2003. Atendendo a uma solicitação da Federação Paulista de Futebol, a comissão organizadora da Taça Cidade de Marília eliminou do regulamento a "morte súbita" na decisão. Caso haja empate na final, haverá a prorrogação de 30 minutos e, se necessário, a cobrança de cinco penalidades máximas.

Agencia Estado,

01 Agosto 2002 | 15h54

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.