Fábio Motta/ Estadão
Fábio Motta/ Estadão

Dorival critica arbitragem e vê derrota do Santos injusta no Maracanã

'Ele marcou um pênalti que não houve e deixou de marcar um pênalti para nós no final', disse o técnico santista

Estadao Conteudo

14 Maio 2017 | 14h30

O técnico Dorival Júnior afirmou que o Santos não merecia ter sido derrotado pelo Fluminense, por 3 a 2, neste domingo, na estreia das duas equipes no Brasileirão. Para o treinador, o alto número de finalizações da sua equipe no Maracanã atesta que o resultado não foi justo.

"Por tudo que nós mostramos neste jogo, com certeza, não poderíamos perder. Isso é incontestável", disse Dorival, que durante o jogo cobrou muito o seu sistema de marcação que deu muitos espaços para os adversários. O técnico santista preferiu elogiar seu poderio ofensivo, lembrando que "foram 22 finalizações". "Acertamos bolas na trave e ainda tivemos chances reais para marcar mais do que um gol", afirmou.

Dorival também não escondeu a insatisfação com a atuação do árbitro Wagner Reway. "Ele marcou um pênalti que não houve e deixou de marcar um pênalti para nós no final, num momento decisivo, que foi claríssimo. Isso atrapalha qualquer trabalho", lamentou o treinador, referindo-se a um lance no começo do segundo tempo, quando Bruno Henrique teria sido tocado por Lucas dentro da grande área.

VIAGEM

Os jogadores reconheceram que o time não foi bem na marcação, tanto que sofreu três jogos num só jogo e esta era a marca dos últimos 10 jogos. "Acho que falhamos demais, dando muitos espaços para o time deles", disse o atacante Ricardo Oliveira, substituído aos 18 minutos dos segundo tempo por Kayke.

Não há nem tempo de lamentar. Nesta segunda-feira a delegação segue para a Bolívia, onde quinta-feira vai enfrentar o The Strongest, pela quinta rodada do Grupo 2 da Copa Libertadores. O Santos lidera com oito pontos, um na frente do time boliviano. Uma vitória dá a vaga antecipada aos santistas.

A maior preocupação é com a altitude de La Paz de 3.660 metros. O departamento de fisiologia é quem vai avaliar os jogadores e, por isso, pode até acontecer alguma mudança. Dorival Júnior não descarta usar um time misto no próximo sábado diante do Coritiba, na Vila Belmiro, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. Não haverá nem treinamento após a volta da Bolívia, na sexta-feira.

Mais conteúdo sobre:
Santos FC futebol Dorival Júnior

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.