1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Dorival Júnior diz que Santos fez melhor partida do ano

- Atualizado: 20 Fevereiro 2016 | 21h 39

Treinador vê evolução do alvinegro em empate com o Palmeiras

O Santos deixou o Allianz Parque com a sensação de que poderia ter conquistado um resultado melhor, além do empate sem gols com o Palmeiras. O time criou boas oportunidades, mas parou nas mãos do goleiro Fernando Prass e nas finalizações erradas de seus atacantes. Mesmo assim, o técnico Dorival Junior gostou da atuação da equipe, mas promete mais.

"Foi nossa melhor partida do ano, sem dúvida. Criamos oportunidades, trocas de passes e enfiadas de bola. Não foram jogadas acontecidas por acaso. Tivemos, pelo menos, umas cinco oportunidades na frente do Fernando (Prass), que teve um dia maravilhoso e impediu que tivéssemos um sucesso maior", disse o treinador.

Dorival vê evolução do Santos contra o Palmeiras
Dorival vê evolução do Santos contra o Palmeiras

Dorival tem um elenco jovem na mão, mas lembra que a base da equipe é a mesma do ano passado. Por isso, mesmo novos, os atletas estão mais maduros. "Confio no crescimento da equipe. Não temos nomes, mas temos um elenco determinado para buscar algo melhor. Confio nesses garotos, que estão mais maduros e temos tudo para termos bons resultados em 2016", completou.

O comandante santista ainda comemorou as três alterações feitas no decorrer da partida. Em sua opinião, o time cresceu ainda mais com as entradas de Patito Rodriguez, Léo Cittadini e Joel, nos lugares, respectivamente, de Serginho, Thiago Maia e Ricardo Oliveira.

"Patito entrou bem novamente. Joel nos ofereceu uma alternativa diferente no ataque e a partir daí, criamos chances em sequência. É disso que precisamos. Um elenco que responda às necessidades", analisou o treinador.

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em EsportesX