1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Dorival Júnior é o favorito para assumir comando do Palmeiras

Ciro Campos - O Estado de S. Paulo

02 Setembro 2014 | 06h 50

Técnico está sem clube desde o fim do ano passado, quando trabalhou no Fluminense, e já atuou pela equipe quando era jogador

Dorival Júnior é o favorito do presidente Paulo Nobre para substituir Ricardo Gareca no Palmeiras. O técnico deixou o Fluminense no fim do ano passado, quando o tricolor carioca foi matematicamente rebaixado no Brasileirão, e desde então está sem clube. Antes da diretoria optar pela vinda de Gareca, Dorival era o segundo nome da lista de preferidos para o cargo.

Disposto a negociar, o treinador é esperado nesta terça-feira em reunião com a diretoria, embora tenha dito ao Estado, na tarde de segunda, que ainda não havia recebido contatos do Palmeiras. O ex-volante tem ligações históricas com o clube, pelo qual atuou, e é sobrinho de Dudu, ídolo histórico da torcida.

O presidente do Palmeiras, Paulo Nobre, enumerou que entre os requisitos para ser o novo técnico é preciso ser sério e ter identificação com o clube.

JF Diorio/Estadão
Nobre quer técnico que tenha identificação com o clube

 

O treinador mora em Florianópolis e tem como principais títulos na carreira a Série B pelo Vasco, em 2009, a Copa do Brasil e o Campeonato Paulista pelo Santos, no ano seguinte, além do Campeonato Gaúcho e a Recopa Sul-Americana no comando do Inter, em 2011. 

Dorival tem um estilo diferente aos dos dois últimos técnicos palmeirenses, Gilson Kleina e Ricardo Gareca, por ser mais disciplinador e sisudo. Quando esteve no Santos, por exemplo, se desentendeu com Neymar publicamente durante um jogo contra o Atlético-GO, pelo Brasileiro de 2010, por considerar o atacante desobediente.

A tendência é que a diretoria não escolha um novo técnico já para estrear na quinta-feira, contra o Atlético-MG, pela Copa do Brasil. Por se tratar de uma partida em torneio mata-mata em que o time está em situação adversa, o novato deve ser poupado.

O mais provável é que o primeiro jogo do novo treinador do Palmeiras seja contra o Atlético-PR, no domingo, em Curitiba. Na rodada seguinte o time recebe o Criciúma, no Pacaembu, em confronto direto contra o rebaixamento.