Érico Leonan/São Paulo FC
Érico Leonan/São Paulo FC

Dorival pede que São Paulo tenha atenção com jogadores 'mortais' do Santos

Times se enfrentam neste sábado, pela 31ª rodada do Brasileirão, no estádio do Pacaembu

Matheus Lara, O Estado de S.Paulo

27 Outubro 2017 | 14h01

O técnico Dorival Junior quer o São Paulo tenha atenção com as armas "mortais" do Santos, adversário do próximo sábado, pela 31ª rodada do Brasileirão, no Pacaembu. Será o primeiro reencontro do treinador com seu ex-clube desde que foi demitido, em junho.

Hernanes pede cautela para São Paulo se afastar de vez da zona de rebaixamento

"O São Paulo terá uma grande equipe pela frente, aguda, uma equipe que tem alguns jogadores que são incisivos, e mortais em momentos importantes", disse o treinador, à SPFC TV. "Teremos de ter muitos cuidados, atenção redobrada. Temos de jogar em alto nível para que conquistemos um grande resultado."

Dorival projeta um duelo difícil no gramado municipal. "Tem tudo para que tenhamos um grande jogo. O Santos também sabe que enfrentará uma grande equipe. Tivemos, como o próprio Santos, alguns problemas, mas a grande maioria dos jogos foram consistentes, e isso é importante. São duas equipes que têm tudo para apresentar um grande espetáculo."

O treinador reconhece que as oscilações recentes prejudicaram o time, que ainda tenta escapar do risco de rebaixamento no torneio, mas elogia o avanço na consistência da equipe em campo. "Algumas partidas ainda fogem daquilo que projetamos, mas na maioria jogou de forma segura, consistente, isso aí é o alcance de um equílibrio. É o suficiente? Ainda não. Estamos preocupados e esperançosos de que encontremos o caminho."

 

O comandante tricolor ainda falou que o time chega para o clássico com mais confiança do que chegou para enfrentar o Flamengo (depois de perder para o Fluminense). "Estamos muito concentrados na partida desta semana, acredito que cheguemos mais confiantes do que a rodada anterior. Porém, nível de atenção e preparação ainda maior, para que voltemos a ter uma boa atuação."

Mais conteúdo sobre:
São Paulo Futebol Clube

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.