Dorival vê vitória recuperar confiança e cobra 'bom nível' em estreia do Santos

Alvinegro encara o Fluminense, no Maracanã, no domingo

Estadao Conteudo

11 Maio 2017 | 11h30

O técnico do Santos, Dorival Júnior, celebrou a classificação do time para a próxima fase da Copa do Brasil, depois da vitória por 3 a 1 na última quarta-feira à noite sobre o Paysandu, no Mangueirão. O time já tinha feito o dever de casa no jogo de ida, há duas semanas, quando venceu por 2 a 0.

Segundo o treinador, a partida em Belém mostrou que a equipe do Santos amadureceu e a classificação para as quartas de final do torneio deve recuperar a confiança do time. "(Diferentemente do jogo na Vila, aqui) tivemos tranquilidade, trabalhamos a bola e coordenamos boas triangulações. Fomos mais ofensivos e o resultado é fundamental para voltarmos a ter a confiança que a equipe vinha mostrando", ressaltou.

O treinador ainda elogiou a atuação de Bruno Henrique, que marcou duas vezes na partida. "Ele é um grande jogador e tem muito para evoluir, crescer e amadurecer", disse Dorival. "Se ele mantiver esse interesse, esse crescimento vai ser gradativo e em 2018 ele vai estar mais completo e em condições de fazer grandes partidas".

MARATONA FORA

A partida no Pará foi a primeira de uma maratona de três jogos fora de casa que o Santos vai ter em sete dias. No domingo, o time estreia no Brasileirão contra o Fluminense, no Maracanã, às 11 horas. Na próxima quarta, a equipe tenta manter a liderança do Grupo 2 da Libertadores em La Paz, na Bolívia, contra o The Strongest, pela 5ª rodada da fase de grupos do torneio.

"Teremos pouco tempo de recuperação", avalia Dorival, que prevê desgaste da equipe por conta da sequência de jogos. "Aqui em Belém, tivemos um tempo agradável, não o calor forte que costumamos encontrar. No Rio, (possivelmente) vai estar muito calor e precisamos estrear em bom nível no Brasileirão. Em La Paz, vai estar muito frio, e a altitude realmente faz a diferença. Isso exige muito cuidado", alertou.

Sem garantir se pretende poupar jogadores no próximo domingo, Dorival disse que quer evitar "correr riscos". "Não vamos priorizar nenhuma competição, mas é claro que teremos cuidado. Não posso correr o risco de perder algum jogador por uma possível lesão", afirmou o comandante.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.