1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Dupla identidade de jogador tira Ruanda de eliminatória

Estadão Conteúdo

18 Agosto 2014 | 13h 36

A Confederação Africana de Futebol (CAF) anunciou nesta segunda-feira a exclusão da seleção de Ruanda das Eliminatórias da Copa Africana de Nações após descobrir que um dos jogadores da equipe possui "dupla identidade" e estava usando um nome diferente e um passaporte congolês para jogar pelo seu clube.

A CAF disse que o atacante Dady Birori estava em condição ilegal e não poderia entrar em campo. Birori, que a confederação diz estar registrado como Tady Etekiama quando joga pelo congolês AS Vita, foi suspenso preventivamente até uma audiência para avaliação do seu caso, que está marcada para 17 de setembro.

De acordo com a CAF, Birori também estava usando uma outra data de nascimento e nacionalidade congolesa nos documentos do seu clube. "A CAF estabeleceu que as duas identidades só se referem a uma única pessoa", afirmou.

Birori joga por Ruanda desde 2009 e representou a seleção nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2010 e 2014. Assim, com essa decisão, a CAF eliminou a seleção de Ruanda e classificou o Congo para a próxima fase do torneio classificatório.

Ruanda é o terceiro time a ser retirado do torneio eliminatório. A seleção de Guiné Equatorial foi expulsa por escalar um jogador irregular e Gâmbia deixou a disputa após ser banida de todas as competições por usar jogadores acima da idade em um torneio juvenil. Dois outros países, Eritreia e Seychelles, abandonaram a disputa.

De volta às eliminatórias, o Congo vai disputar o Grupo A contra Nigéria, África do Sul e Sudão na fase final do torneio classificatório, que definirá as 15 equipes que vão se juntar ao anfitrião Marrocos na disputa da Copa Africana de Nações do próximo ano.