Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Eduardo Baptista enaltece elenco do Palmeiras: 'Vem ganhando maturidade'

Técnico quer time pronto para jogos decisivos no mês de abril

Vítor Marques, O Estado de S.Paulo

20 Março 2017 | 07h00

As vitórias contra o Jorge Wilstermann pela Libertadores e contra o Santos pelo Paulistão indicam que o Palmeiras dá sinais de evolução neste início de temporada. Pelo menos esta é a visão do treinador Eduardo Baptista, para quem a equipe mostrou "maturidade" para vencer dois jogos complicados e em situações bem diferentes.

"Tivemos um jogo difícil contra o time boliviano, que se fechou, mas tivemos paciência e objetividade para buscar o gol até o último momento. Passamos bem pelos clássicos, mas temos de continuar trabalhando e buscando evolução. O elenco vem maturando. Nós sofremos contra o Santos, mas mostramos maturidade."

Na semana passada, o Palmeiras só conseguiu superar o Jorge Wilstermann com um gol marcado pelo zagueiro Mina, aos 50 minutos do segundo tempo. Já contra o Santos, neste domingo, o time de Eduardo Baptista alcançou a virada por 2 a 1 com dois gols depois dos 40 minutos do segundo tempo. Antes, havia derrota o São Paulo por 3 a 0 no Allianz Parque.

Esses jogos mostram um cenário diferente, por exemplo, da derrota do Palmeiras para o Corinthians, por 1 a 0, também pelo Paulistão. Na ocasião, foi o time de Eduardo Baptista que perdeu as melhores chances e acabou derrotado mesmo jogando com um homem a mais. Já o resultado deste domingo, para o treinador, reforça a "solidificação" de um trabalho.

"Quando traçamos nossa estratégia vendo as tabelas, tomamos essa sequência como importante para solidificar trabalho. Não para provar nada para ninguém. Tivemos bons jogos, dificuldades, mas conseguimos bons resultados. Agora é trabalhar com equilíbrio para entrar em abril com outro nível de competição, porque teremos jogos decisivos no Paulista e na Libertadores."

Classificado para a próxima fase do Campeonato Paulista, o Palmeiras volta campo na próxima quarta-feira diante do Mirassol no Allianz Parque. Eduardo Baptista adiantou que pretende poupar alguns jogadores e dar chance a atletas que vem sendo pouco utilizados.

"Queremos dar oportunidade a quem jogou menos ou não jogou para dar volume, equilíbrio, e descansar quem já está no limite. Vamos escalar a melhor equipe sem quebrar a espinha dorsal. Precisamos ganhar para efetivar a melhor campanha."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.