Eliminada, Ponte só pensa no derby

Sem chances de classificação às semifinais do Torneio Rio-São Paulo, a Ponte Preta espera superar a crise vencendo seu arqui-rival, o Guarani. A partir de agora, as atenções do time estão voltadas para o clássico, dia 6 de abril, no Estádio Brinco de Ouro. Há mais de 15 anos a Ponte não vence o rival e a quebra do tabu pode dar o impulso para a renovação iniciada no Majestoso. O pensamento é semelhante entre a comissão técnica e a diretoria. Uma vitória sobre o rival poderá inclusive tirar o time da última posição entre os paulistas dentro do Rio-SP, com 15 pontos. O técnico Oswaldo Alvarez, o Vadão, muito pressionado pela torcida, também acha que o time pode reagir nos últimos três jogos. Primeiro pega o Bangu, em Moça Bonita, e depois o clássico, encerrando sua participação em Campinas com o Palmeiras. Depois do empate por 3 a 3 com o Flamengo, os jogadores da Ponte se apresentaram, nesta segunda-feira à tarde, no Majestoso. O desfalque contra o Bangu será o ala-esquerdo Elivélton, que cumprirá suspensão automática. Seu provável substituto será Eduardo.

Agencia Estado,

25 Março 2002 | 18h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.