1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Em jogo fraco, São Paulo derrota Ponte Preta por 2 a 1

FELIPE MENDES - Agencia Estado

12 Fevereiro 2009 | 23h 45

Em jogo de poucos atrativos, o São Paulo derrotou a Ponte Preta por 2 a 1, nesta quinta-feira, no Morumbi, no encerramento da sétima rodada do Campeonato Paulista. O time da capital chegou aos 16 pontos e segue na terceira posição na tabela, atrás de Palmeiras e Corinthians. A Ponte tem 8 e ocupa a zona intermediária da classificação. Apático em campo, o São Paulo parecia já estar com a cabeça no clássico com o Corinthians, no domingo, pela oitava rodada do Paulistão. Os donos da casa pouco ameaçaram o adversário e, assim, as duas equipes fizeram um primeiro tempo lento, de poucas emoções e sem grandes jogadas ofensivas. O atual campeão brasileiro criava poucas oportunidades, o que poderia ser atribuído à ausência do volante Hernanes, que cumpriu suspensão após ser expulso no último jogo, contra o Botafogo. A Ponte Preta, por sua vez, tentou duas vezes em finalizações de fora da área. Tinga, aos 10 minutos, e Willian, aos 20, mandaram por cima do travessão, sem levar perigo ao goleiro Bosco. Nesse ritmo, o equilíbrio do jogo só foi rompido em uma jogada de bola parada. Aos 32, Jorge Wagner bateu falta pela direita e surpreendeu o goleiro Aranha. O zagueiro Rodrigo ainda subiu e raspou na bola, que seguiu para o fundo do gol. Apesar da dúvida sobre a autoria do gol, o árbitro concedeu o tento ao zagueiro. O gol deixou o São Paulo ainda mais acomodado em campo. A equipe da casa abriu mão de atacar e preferiu o toque de bola no meio-campo, sem arriscar. Os visitantes tentaram aproveitar essa postura do rival para buscar o empate. Edílson e Danilo Neco ensaiaram uma pressão no ataque sem sucesso. O segundo tempo foi mais movimentado, principalmente em razão da iniciativa da Ponte Preta, que buscava o empate. Edílson, aos 9, em cobrança de falta, e Willian, de cabeça, aos 13, levaram perigo ao gol de Bosco. Danilo Neco também ameaçou em jogada individual pela esquerda, mas finalizou à direita do gol. Enquanto a Ponte se arriscava, o São Paulo se defendia com segurança, mas seguia com dificuldade no ataque. E, assim como na primeira etapa, a rede voltou a balançar somente em jogada de bola parada. Aos 19, Jorge Wagner bateu falta por cima da barreira no ângulo esquerdo, dificultando a defesa de Aranha, que demorou para saltar. Apesar da vantagem no placar, o São Paulo ganhou mais ofensividade após o segundo gol. Dagoberto, que entrara no lugar de Borges, deu maior consistência ao ataque ao lado de Washington. A dupla levou perigo à defesa adversária e teve chances de ampliar. Mas foi a Ponte Preta que marcou. Depois de tentativas seguidas com Willian, Danilo Neco levantou na área pela direita e Márcio Mixirica, que entrou no segundo tempo, escorou de cabeça. O atacante contou com a fraca saída de Bosco para descontar para os visitantes, dando números finais ao jogo. Na próxima rodada, o São Paulo vai enfrentar o Corinthians, no clássico que será disputado Morumbi, domingo, às 16 horas. No mesmo dia, às 18h30, a Ponte Preta receberá o São Caetano, no Moisés Lucarelli. Ficha Técnica: São Paulo 2 x 1 Ponte Preta São Paulo - Bosco; Rodrigo, Renato Silva, Miranda; Zé Luís, Jean, Richarlyson, Hugo (Junior César), Jorge Wagner; Borges (Dagoberto) e Washington. Técnico: Muricy Ramalho. Ponte Preta - Aranha; Edílson, Jean, Gum e Fabinho; Deda, Tinga, Willian (Leandrinho Costa) e André (Kim); Danilo Neco e Gustavo Savoia (Márcio Mixirica). Técnico: Sérgio Soares. Gols - Rodrigo, aos 32 minutos do primeiro tempo. Jorge Wagner, aos 19, Márcio Mixirica, aos 40 minutos do segundo tempo. Cartões amarelos - Hugo, Jean, Rodrigo (São Paulo); Jean, Leandro Costa (Ponte Preta). Árbitro - Philippe Lombardi. Renda e público - Não disponíveis. Local - Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP).