Felipe Oliveira / EC Bahia
Felipe Oliveira / EC Bahia

Em Salvador, Bahia e Vasco estreiam na Copa do Brasil em duelo pelas oitavas

Ambas as equipes atravessam momentos instáveis na temporada

Marcio Dolzan, Estadão Conteúdo

09 Maio 2018 | 07h18

Instável nos últimos jogos, o Vasco vai até Salvador nesta quarta-feira em busca de uma boa estreia na Copa do Brasil. Eliminado precocemente na Copa Libertadores, o time carioca agora espera devolver a confiança à torcida avançando na competição nacional. A equipe encara o Bahia, na Arena Fonte Nova, a partir das 21h45, pela rodada de ida das oitavas de final.

+ Vasco oficializa contratação do goleiro Fernando Miguel, ex-Vitória

+ Início do Campeonato Brasileiro tem ares de torneio Rio-São Paulo

A fase vascaína é marcada pela instabilidade. O time é o quarto colocado no Campeonato Brasileiro e vem de goleada por 4 a 1 sobre o América-MG. Por outro lado, há uma semana foi massacrado pelo Cruzeiro também no estádio de São Januário, no Rio de Janeiro, perdendo por 4 a 0 e sendo eliminado ainda na fase de grupos da Libertadores. Assim, ninguém sabe ao certo o real potencial vascaíno.

O técnico Zé Ricardo tem problemas para escalar a equipe. Thiago Galhardo sofreu lesão na coxa esquerda e está vetado no meio de campo. Na direita, Rafael Galhardo também deve ficar de fora. Bruno Cosendey e Yago Pikachu devem ir para o jogo.

No Bahia, o técnico Guto Ferreira ressaltou a importância da Copa do Brasil - o time também fará a sua estreia na competição nesta quarta-feira. "É uma competição charmosa, tem um nível de importância muito grande esse ano, muito valorizada. É um dos anseios do torcedor e também nosso", ponderou.

O treinador espera dois duelos difíceis contra o time carioca e rechaçou que a equipe carioca venha sob desconfiança após o fracasso na Libertadores. "Projetamos fazer jogos competitivos, a gente sabe da qualidade do Vasco, do trabalho do Zé Ricardo, é um grande treinador. Todos diziam que o Vasco estava em crise. Queria estar em crise e meter quatro no adversário", disse Guto Ferreira, fazendo referência à vitória vascaína sobre o América-MG no último final de semana.

O técnico do Bahia não quis confirmar a equipe, mas a tendência é que ele tenha praticamente força máxima. A maior dúvida está na lateral direita, já que Nino Paraíba sentiu uma amidalite e será avaliado antes do jogo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.