1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Palmeiras aposta no entrosamento para sair na frente dos rivais

- Atualizado: 08 Janeiro 2016 | 20h 06

Equipe titular deve ter como novidade apenas um zagueiro

Poucos clubes no Brasil começam o ano tão confiantes quanto o Palmeiras. O objetivo traçado pela diretoria, pelo menos na teoria, parece estar dando certo e a equipe tem tudo para largar na frente dos principais concorrentes na disputa por títulos em 2016. O entrosamento e o fato de não ter perdido nenhum jogador fundamental para a equipe faz com que o técnico Marcelo Oliveira e a diretoria inicie o ano cheio de confiança.

Embora tenha feito sete contratações, o time titular deve sofrer pouca alteração. A tendência é que Edu Dracena entre no lugar de Jackson, que voltou para o Internacional, enquanto o restante da equipe será formado por atletas que já estavam no elenco. Chegaram ao clube: Vagner, Edu Dracena, Roger Carvalho, Rodrigo, Moisés, Régis e Erik.

A ideia da diretoria era contratar reforços pontuais para suprir a saída de alguns atletas que tinham contrato até o fim do ano passado. Outro ponto fundamental para a confiança ser maior nesta temporada é o fato de ter sido mantido os principais jogadores do ano passado.

Dudu foi um dos destaques do Palmeiras no ano passado

Dudu foi um dos destaques do Palmeiras no ano passado

A direção não descarta 100% a chegada de mais alguns jogadores ou mesmo a negociação de importantes atletas, já que as janelas de transferências estão abertas, mas nos bastidores admitem que a tendência é que não existam mais movimentações na equipe, exceto, algumas saídas que parecem eminentes ou situações pendentes.

Como por exemplo, Cristaldo, que tem conversas com o Rubin Kazan e o clube russo deve formalizar uma proposta e levar o argentino até o fim da semana que vem. Já Mouche também quer deixar o Palmeiras e pode definir o futuro nos próximos dias. Por outro lado, o clube ainda espera poder contar com Rafael Marques, que tem contrato com o Henan Jianye e os chineses estão dispostos a negociá-lo, mas não aceitaram as propostas feitas pelo time alviverde, que deve fazer uma nova tentativa em breve.

Ao olhar para os rivais mais tradicionais, a empolgação é ainda maior. O Corinthians terá que se remontar durante a temporada, pois perdeu quatro titulares - Ralf, Renato Augusto, Jadson e Vagner Love - e o número pode subir para sete, já que Cássio, Gil e Elias também parecem próximo de deixarem o clube. Já o São Paulo terá que se adaptar a um novo treinador - Edgardo Bauza - e a jogar sem Rogério Ceni e Luis Fabiano, além de Alexandre Pato, destaque da equipe no ano passado.

Palmeiras em 2015
Marcos Arcoverde/Estadão
Palmeiras bate o Flamengo

Vitor Hugo e Dudu fazem festa no Maracanã: atacante abre placar e zagueiro define a vitória palmeirense sobre o Flamengo por 2 a 1

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em EsportesX