Eriksson admite que ter Rooney na Copa será "milagre"

O técnico da Inglaterra, Sven-Goran Eriksson, afirmou nesta quarta-feira que o atacante Wayne Rooney tem mais de uma fratura no pé direito, e admitiu que precisa de um "milagre" para contar com ele na Copa do Mundo. "Milagres acontecem", disse. Na terça-feira, a Fifa afirmou que a Inglaterra poderá esperar até um dia antes de sua estréia no Grupo B - em 10 de junho, contra o Paraguai, em Frankfurt - para confirmar a presença do jogador do Manchester United, que se contundiu ao ser atingido pelo português Paulo Ferreira, do Chelsea, no jogo entre as duas equipes no último sábado. Eriksson afirmou que divulga na próxima segunda-feira a lista de convocados para a Copa, e que vai insistir em contar com o jovem atacante, de 20 anos. "É estúpido dizer que não será ruim para nós. É como o Brasil perder Ronaldinho ou a França ficar sem Henry", afirmou o técnico, que deixará o cargo após o Mundial. Mas, mesmo que não possa contar com Rooney, Eriksson aposta numa boa participação do English Team. "Temos um bom time e estou convencido de que faremos uma Copa do Mundo muito boa". Seu assistente, Tord Grip, admitiu à imprensa que a comissão técnica ainda trabalha num "Plano B" no caso de também não poder contar com Michael Owen, do Newcastle, que ainda se recupera de uma fratura no pé.

Agencia Estado,

03 Maio 2006 | 09h26

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.