1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Estádios da França e Itália são os mais atrasados da Europa

Ansa

18 Novembro 2008 | 15h 18

Na última década, os dois países reformaram ou construíram, respectivamente, quatro e dois campos de futebol

Os estádios italianos e franceses são os mais atrasados da Europa, revela um estudo apresentado nesta terça-feira, em Paris, pela Conferência para Instalações Futebolísticas. O evento é organizado pela Liga Francesa de Futebol (LFP) e pela Associação Européia para a Gestão dos Estádios.   Na última década, foram construídos ou modernizados apenas quatro estádios na França. Na Itália, somente dois foram reformados. Os dois países são os que menos investiram na Europa.   No mesmo período, a Alemanha, sede da Copa de 2006, reformou 13 estádios; a Inglaterra, 12; e a Espanha, nove. Segundo o engenheiro Philippe Stinglhamber, são necessários entre cinco e dez anos para construir um estádio.   Como é candidata a sediar a Eurocopa de 2016, a França terá de acelerar os trabalhos para melhorar suas condições de infra-estrutura.   O país é um dos poucos a não ter um estádio da chamada quinta geração, ou seja, que tenha sido construído desde o ano 2000 e seja "multifuncional" (adaptado a abrigar também um centro comercial). Por isso, a LFP anunciou que destinará 1,7 bilhão de euros à construção e reforma de oito estádios.