1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Copa 2014

Estreante, Giroud que apagar vexame francês de 2010

AE - Agência Estado

13 Junho 2014 | 09h 19

O atacante Olivier Giroud vai disputar sua primeira Copa do Mundo com uma França ainda marcada pelo fracasso de quatro anos atrás, quando a equipe então treinada por Raymond Domenech caiu na primeira fase. O atleta do Arsenal sabe da responsabilidade do atual grupo de jogadores de apagar a campanha na África do Sul, quando uma crise eclodiu no elenco durante a competição e resultou na expulsão de Nicolás Anelka da delegação.

"Passamos por uma fase de reconstrução porque as pessoas ainda associam o nosso time com o de Knysna e pela forma como a eliminação aconteceu", afirmou Giroud ao site oficial da Fifa, citando a cidade sul-africana onde a seleção francesa ficou concentrada em 2010. Provável titular da equipe comandada por Didier Deschamps, o centroavante tem confiança de que a história será diferente em 2014.

"O público francês não esqueceu o que aconteceu e nós vamos mostrar a eles (torcedores) que podemos colocar nossa bandeira para tremular em um lugar alto no Mundial", disse o atacante, que prefere não comentar a crise da Copa de 2010. "Nós não falamos sobre os detalhes do que aconteceu naquela vez", afirmou.

"A maioria dos jogadores atuais não estava no elenco e preferimos olhar para o futuro e não para o passado. O que conquistamos nos últimos meses tem sido muito encorajador. Há uma onda de apoio à nossa equipe, que obviamente se estabeleceu por nossos recentes bons resultados e nossa classificação contra a Ucrânia", concluiu Giroud.

A França ficou em segundo lugar no Grupo I das Eliminatórias Europeias, atrás da Espanha, e sofreu na repescagem para o Mundial, em que perdeu por 2 a 0 fora de casa e venceu os ucranianos no Stade de France por 3 a 0 no duelo de volta do mata-mata. Do elenco de 2010, só o goleiro Lloris, o lateral-direito Sagna, o lateral-esquerdo Evra e o meia Valbuena foram convocados para o Mundial de 2014 - a lista poderia ser maior se não fossem os cortes do meia Ribéry e do goleiro Mandanda.

A seleção comandada por Didier Deschamps fará a sua estreia na Copa neste domingo, quando enfrentará Honduras, às 16 horas, no Beira-Rio, em Porto Alegre, pela primeira rodada do Grupo E, que no mesmo dia terá o duelo entre Suíça e Equador.

Copa 2014