1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Copa 2014

Ex-capitão vê 1º jogo como fundamental para Inglaterra

AE - Agência Estado

13 Junho 2014 | 11h 34

Veterano das Copas do Mundo de 1982, 1986 e 1990, Bryan Robson acredita que o primeiro jogo da Inglaterra no Mundial de 2014 será chave para as pretensões da equipe no torneio. O aposentado meio-campista acredita que o peso da estreia será ainda maior pelo tamanho do adversário inglês, a Itália.

"A primeira partida é sempre muito importante quando se pensa na classificação e ainda mais em um grupo como este", disse Robson ao site da Fifa, mencionando o Grupo D do torneio, que também conta com Uruguai e Costa Rica. "A Inglaterra precisa de uma vitória para se convencer de que pode passar para a fase eliminatória. Por outro lado, uma derrota será muito difícil de se recuperar", opinou o ex-capitão inglês.

Robson alerta para a dificuldade imposta pelos adversários. "É um dos grupos mais duros, se não o mais duro. São times experientes que já conquistaram grandes coisas e contam com jogadores de primeiro nível", afirmou o atleta titular de sua seleção no Mundial de 1990, quando a equipe alcançou a semifinal - então a segunda melhor participação do país no torneio, pior apenas do que a campanha do título de 1966.

Dos rivais na primeira fase, Robson destaca o Uruguai. "É um time brilhante individualmente, que mostrou do que é capaz nos últimos anos. Ficou próximo de alcançar a decisão em 2010 e ganhou a Copa América um ano depois", comentou o inglês, também falando rapidamente dos outros dois países da chave. "A Itália tem bom desempenho com regularidade em Copas e não podemos esquecer que a Costa Rica não pode ser subestimada", finalizou.

A Inglaterra joga contra a Itália neste sábado, na Arena Amazônia, em Manaus, e na sequência enfrenta o Uruguai na próxima quinta-feira, no Itaquerão, em São Paulo. O último adversário inglês na primeira fase será a Costa Rica, no dia 24, no Mineirão, em Belo Horizonte.

Copa 2014