Ex-dirigente do Benfica pode ser preso

A promotora Filomena Oliveira pediu uma pena de 11 anos de prisão para o ex-presidente do Benfica João Vale e Azevedo, sob a acusação de ter cometido 14 delitos de malversação de fundos e um de lavagem de dinheiro. A investigação começou no dia 10 de janeiro e entre as acusações está a de apropriação de dinheiro do clube na venda do passe do goleiro russo Ovchinikov para o Alverca.

Agencia Estado,

18 Março 2002 | 18h21

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.