1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Ex-membro de federação britânica compara Fifa à mafia de Don Corleone

REUTERS

11 Junho 2014 | 14h 33

A Fifa age como uma família da máfia, disse um ex-membro britânico nesta quarta-feira, comparando os métodos do presidente da entidade, Joseph Blatter, ao do chefe da família criminosa que protagoniza o filme "O Poderoso Chefão".

Em comentários que devem irritar Blatter e a Fifa, David Triesman, o ex-diretor da federação inglesa de futebol, disse ã Câmara Alta do Palamento britânico que a Fifa é corrupta e que qualquer investigação conduzida pela própria entidade seria destinada a acobertar suas ações.

"A Fifa, temo eu, se comporta como uma família da máfia. A entidade possui uma tradição de décadas de subornos, propinas e corrupção", disse Triesman.

Um porta-voz da Fifa se recusou comentar as declarações.

Triesman, que chegou a comandar a malograda candidatura da Inglaterra para sediar a Copa do Mundo de 2018, já havia feito alegações similares sobre a Fifa, acusando quatro membros da entidade de venderem votos.

A Fifa disse depois que os quatro homens foram inocentados das denúncias em um relatório independente encomendado pela própria federação inglesa.

"Acredito que Don Corleone teria reconhecido seus métodos e provavelmente os teria admirado", disse Triesman.

Vito Corleone era o cabeça da família criminosa na série de filmes "O Poderoso Chefão".

(Reportagem de Andrew Osborn, Kylie MacLellan e Mike Collett)