Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Fagner é suspenso por um jogo e fica fora da final do Paulistão

Corinthians promete recorrer para ter jogador diante da Ponte

Gonçalo Junior, Estadao Conteudo

02 Maio 2017 | 18h42

O lateral Fagner, do Corinthians, está fora da final do Campeonato Paulista. O Tribunal de Justiça Desportiva do Estado de São Paulo (TJD-SP) suspendeu o lateral corintiano por uma partida, nesta terça-feira, por troca de ofensas e agressões com o meia Cueva na semifinal entre Corinthians e São Paulo no Campeonato Paulista disputada no dia 23 de abril, no Itaquerão. Cueva foi apenas advertido.

O Corinthians entrará com pedido de efeito suspensivo nesta quarta-feira para Fagner jogar a finalíssima e acredita que vai conseguir reverter resultado do julgamento, que terminou com placar de 3 a 2. "Fagner vai jogar a final do Paulista. Houve a dúvida, e ela deve militar a favor do réu", disse o advogado do Corinthians, João Zanforlin. "Se o Fagner tomou um jogo, o Pottker tem que tomar cinco, porque deu um murro no Gabriel", completou o advogado referindo-se a um lance que será analisado pelo TJD.

O julgamento foi realizado na tarde desta terça-feira, na sede do TJD. Os dois jogadores foram citados no artigo 250 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, caracterizado pela prática de ato hostil ou desleal. A Procuradoria do TJD afirmou que houve conduta hostil dos jogadores, agravada por ter sido fora da disputa de bola. O diretor de futebol do Corinthians, Flávio Adauto, representou o jogador Fagner, que treinou normalmente na tarde desta terça-feira no CT Joaquim Grava.

Com a suspensão de Fagner, o Corinthians pode três jogadores reservas na final. O primeiro deles é Léo Príncipe, substituto direto de Fagner. No lugar dos titulares Rodriguinho e Gabriel, que foram suspensos pelo terceiro cartão amarelo, devem ser escalados Camacho e Paulo Roberto.

Antes do julgamento, o meia Jadson pedia a punições fossem estendidas aos jogadores de todos os clubes. "Ele é um jogador que também vem crescendo a cada jogo, convocado merecidamente para a seleção. Será uma grande perda para nós se for punido, mas na minha opinião todos os jogadores precisam ser julgados. Wellington Nem deu voadora no Jabá e tomou só amarelo. No último jogo o Pottker deu na cabeça do Gabriel. Tem que ser punido todos, não só do Corinthians. Mas tomara que ele seja liberado para o próximo jogo", disse Jadson.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.