1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Federação colombiana de futebol garante segurança de zagueiro Zúñiga

REUTERS

09 Julho 2014 | 21h 22

A Federação Colombiana de Futebol se comprometeu nesta quarta-feira a garantir as medidas de segurança necessárias para proteger o zagueiro Camilo Zúñiga, que sofreu ameaças após provocar a lesão que deixou Neymar fora da Copa do Mundo.

Neymar fraturou uma vértebra na sexta-feira durante a vitória por 2 x 1 do Brasil sobre a Colômbia pelas quartas de final e, depois do incidente, Zúñiga passou a receber insultos e ameaças por meio das redes sociais.

“A Federação Colombiana de Futebol repudia todo tipo de ameaças e ofensas contra o jogador Camilo Zúñiga e seus familiares”, disse um comunicado oficial.

“(A federação) reitera que vai seguir tomando todas as medidas junto aos órgãos de segurança e de governo correspondentes para dar as garantias necessárias ao jogador, tanto em sua passagem pela Colômbia como em sua moradia permanente na Itália”, acrescentou a entidade.

Zúñiga, que joga no italiano Napoli, lamentou a lesão de Neymar e sustentou que não teve má intenção no lance que custou ao atacante a presença na semifinal em que o Brasil acabou humilhado pela Alemanha por 7 x 1.

A Fifa anunciou na segunda-feira que o jogador colombiano de 28 anos não seria punido, como havia pedido a Confederação Brasileira de Futebol.

Zúñiga se encontra de férias na Colômbia com sua família e nos próximos dias retornará à Itália para retomar suas atividades no Napoli.

(Reportagem de Luis Jaime Acosta)