Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Esportes

Esportes » FPF limita reeleição, mas presidente pode ficar no poder até 2027

Futebol

Divulgação

esportes

futebol

FPF limita reeleição, mas presidente pode ficar no poder até 2027

Reinaldo Carneiro Bastos era vice de Del Nero

0

Raphael Ramos,
O Estado de S.Paulo

20 Janeiro 2016 | 17h21

A Federação Paulista de Futebol (FPF) aprovou nesta quarta-feira mudanças em seu estatuto. As principais alterações foram: permissão de apenas uma reeleição para presidente, limite de idade entre 35 e 75 anos para se candidatar ao comando da entidade e designação de quatro pesos diferentes para os filiados que formam o colégio eleitoral.

Apesar do limite de uma reeleição, o presidente Reinaldo Carneiro Bastos poderá ficar no poder até 2027. O dirigente era vice de Marco Polo Del Nero, que renunciou ao cargo no ano passado para assumir a CBF. Assim, Bastos ainda tem direito a mais uma eleição e uma reeleição. Assim, poderá ficar à frente da federação por até três mandatos de quatro anos cada.

Nos últimos 27 anos, a federação teve apenas dois presidentes além de Bastos: Eduardo José Farah (1988 a 2003) e Del Nero (2003 a 2015). "Tenho um longo tempo no futebol e os exemplos de pessoas que se perpetuaram no poder fizeram as entidades andarem para trás", disse Bastos.

As mudanças no estatuto foram propostas por um grupo de advogados ligados aos quatro grandes clubes do Estado, além de Mislaine Scarelli da Silva, diretora administrativa da federação. A comissão foi formada no ano passado e as mudanças foram levadas à votação nesta quarta-feira.

Segundo Bastos, que tem 62 anos, o limite de idade entre 35 e 75 anos para candidatos à presidência da entidade tem como objetivo manter a federação ativa. "Queremos que alguém chegue com alguma experiência, mas também com força total e vontade", disse.

Ficou definido que a partir da próxima eleição os clubes do Campeonato Paulista terão pesos diferentes na eleição. Assim divididos: Série A1 (peso 6), Série A2 (peso 4), Série A3 (peso 2), Segunda Divisão e Ligas (peso 1).

Comentários