1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Copa 2014

Felipão anuncia os 23 jogadores escolhidos para disputar a Copa

Sílvio Barsetti - colaborou Almir Leite - O Estado de S. Paulo

07 Maio 2014 | 05h 01

Técnico garante que a lista não terá surpresas: 'Essa convocação é quase unanimidade'

RIO - Um ano, três meses e um dia depois de ter reassumido a seleção brasileira com a missão de levá-la ao hexacampeonato mundial, Luiz Felipe Scolari anuncia nesta quarta-feira, às 11h30, os 23 jogadores que tentarão cumprir o objetivo. Diferentemente de outras ocasiões pré-Copa, desta vez a lista não apresentará surpresas, segundo o próprio treinador. Ele definiu a relação segunda-feira, numa reunião na sede da CBF que teve a participação do coordenador Carlos Alberto Parreira e do auxiliar técnico Flávio Murtosa.

A rigor, o "mistério" da convocação fica por conta de qual será o terceiro goleiro (Diego Cavalieri ou Victor), quem ocupará a vaga restante na zaga (Henrique, Miranda ou Dedé) e se Felipão levará mais um meio-campista, Hernanes, ou um atacante, Robinho. Na lateral-direita, Maicon e Rafinha disputaram a vaga restante até o fim, mas tudo indica que o jogador da Roma levou a melhor. E Fernandinho tomou a dianteira sobre Lucas Leiva no duelo entre os volantes.

Felipão confirmou novamente na terça que não preparou surpresas. "Quem estiver seguindo a seleção nos jogos amistosos e nas convocações deverá ter um mínimo de acerto de 21, 22 nomes", disse o treinador ao site da CBF. "É quase uma unanimidade essa convocação. Não vejo dificuldade."

Jô estará entre os relacionados. O atacante do Atlético-MG vai ficar parado por 15 dias, consequência da entorse no joelho direito sofrida domingo, na partida contra o Goiás. Os médicos do clube mineiro garantiram que Jô estará apto para se apresentar no dia 26 de maio para o início dos treinamentos na Granja Comary, em Teresópolis.

Felipão anuncia os convocados nesta quarta, mas pelas regras da Fifa só precisará enviar uma lista à entidade, com 30 nomes, até o dia 13. Depois, terá até 2 de junho para informar a relação definitiva, com os 23 escolhidos. Uma vez entregue a lista final, alterações só poderão ser feitas até um dia antes da estreia, em caso de contusão - e o substituto não precisará necessariamente estar entre os 30 inicialmente designados. O técnico já avisou que, nesta quarta, pretende anunciar apenas os 23 convocados. Os sete suplementares ele informará mais para a frente.

DESCONTRAÇÃO 

Terça-feira, véspera da convocação, Felipão passou um dia tranquilo, embora tenha trabalhado. Pela manhã, deixou o hotel na Barra da Tijuca em que está hospedado ao lado de Murtosa para uma corrida de cerca de 10 quilômetros pela orla. Apesar do forte ritmo, parou algumas vezes para conversar com torcedores e recebeu aplausos e manifestações de apoio.

Por volta do meio-dia ele e Murtosa chegaram à sede da CBF, onde se encontraram com Parreira. Os três passaram boa parte da tarde reunidos. A última "atividade" do dia do trio da comissão técnica da seleção foi uma festinha, com direito até a bolo, docinhos e salgadinhos, em comemoração aos 82 anos do presidente da CBF, José Maria Marin, completados na terça.

O dirigente elogiou os líderes da comissão técnica. "Você, Felipão, devolveu o amor do povo brasileiro à seleção. Você, Parreira e os seus companheiros de comissão técnica são o melhor que uma seleção pode ter." Felipão retribuiu o elogio e disse que a partir de agora a bola está com ele, numa referência à responsabilidade de levar a seleção ao título. "Agora é que vem a parte mais difícil", afirmou. "Agora é que são elas", completou bem-humorado.

Copa 2014