1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Copa 2014

Felipão diz que vai ser campeão e 'morrer abraçado' com os 23

Pedro Fonseca - Reuters

03 Julho 2014 | 19h 15

Técnico diz que não se arrepende da convocação do grupo para a Copa; desejo de troca ocorreria diante das características dos times

O técnico Luiz Felipe Scolari negou nesta quinta-feira que tenha se arrependido de chamar um dos 23 jogadores convocados para a Copa do Mundo e afirmou que ao escolher os jogadores para o Mundial sabia que iria "morrer abraçado" e ser campeão com o grupo da seleção brasileira.

Depois de uma conversa de Felipão com seis jornalistas que o técnico tem como amigos, esta semana, no centro de treinamento da Granja Comary, em Teresópolis (RJ), presentes ao encontro disseram que o treinador confessou que gostaria de poder fazer uma troca entre os 23 convocados.

Ao ser questionado sobre o tema em entrevista coletiva nesta quinta-feira, véspera do jogo contra a Colômbia pelas quartas de final, em Fortaleza, o técnico disse que o desejo de troca seria diante das características dos times que restaram na Copa do Mundo, e que não é um arrependimento desde o início do Mundial.

Alex Silva/Estadão
Felipão havia dito que gostaria de fazer uma troca no grupo de jogadores da seleção

"Eu não trocaria, eu disse que neste momento da competição eu poderia trocar, acrescentar um jogador com características para os jogos que teremos. Todos os técnicos de todas as seleções gostariam de acrescentar no grupo, e para acrescentar tem que tirar", disse Felipão no estádio Castelão.

"Mas quando a gente fez a escolha dos 23, morre abraçado com os 23, sabe que os 23 vão nos levar à vitória, que estão escolhidos há muito tempo", acrescentou.

O técnico não citou nenhum jogador que ele gostaria de acrescentar à equipe para os próximos jogos do Brasil no Mundial, nem quem teria que sair do time.

Além dos 23 convocados para a Copa do Mundo, Felipão apresentou sete nomes como possíveis suplentes, o que é exigido pela Fifa, em caso de uma contusão antes da estreia do time na competição. Os sete escolhidos foram: o goleiro Diego Cavalieri; os laterais Rafinha e Filipe Luís; o zagueiro Miranda; os meio-campistas Lucas Leiva e Lucas; e o atacante Alan Kardec.

Copa 2014

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo