1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Felipão é o novo técnico da seleção brasileira

Luiz Antônio Prósperi - O Estado de S. Paulo

28 Novembro 2012 | 11h 21

Anúncio oficial será feito nesta quinta, às 10h30, pelo presidente da CBF, José Maria Marin

SÃO PAULO - A seleção brasileira já tem um substituto para Mano Menezes. Luiz Felipe Scolari será o treinador do Brasil na Copa das Confederações de 2013 e também na Copa do Mundo de 2014. Felipão acerta apenas os últimos detalhes nesta quarta-feira com o presidente da CBF, José Maria Marin, para o anúncio oficial na quinta, às 10h30, confirmando o que disse o dirigente durante evento no Itaquerão.

O último empecilho para o ex-treinador do Palmeiras aceitar o convite para voltar à seleção era a contratação de um nome de peso para ser coordenador da CBF. E justamente Carlos Alberto Parreira, grande amigo de Felipão e comandante da campanha do tetra, em 1994, foi convidado ontem para o cargo e aceitou.

A confirmação de Felipão atende ao perfil desejado por Marin no início do processo de sucessão de Mano Menezes. O presidente da CBF queria um treinador vencedor, com respaldo popular, já que o Brasil vai jogar sob pressão para conquistar o hexacampeonato em casa. Felipão, e a família Scolari (como era conhecido seu time), conquistou o penta para o Brasil em 2002. 

Apesar de a imagem recente não ser muito positiva, principalmente para os torcedores do Palmeiras, que foi rebaixado à Série B com o treinador participando de 63,1% da campanha no Campeonato Brasileiro, Felipão é querido pelos brasileiros pela conquista do pentacampeonato em 2002, na Copa do Japão e da Coreia do Sul.

Sob comando de Felipão, o Brasil venceu os sete jogos do Mundial. O título veio com uma vitória por 2 a 0 diante da Alemanha, com dois gols de Ronaldo, no Estádio Internacional Yokohama, no Japão. A seleção conquistava novamente um título após fracassar na Copa de 1998, na França. Os dois agora vão trabalhar juntos pela conquista do hexa.