1. Usuário
Assine o Estadão
assine
Copa 2014

Felipão não coloca ponto final em sua passagem pela seleção

Robson Morelli - Enviado especial a Brasília - O Estado de S. Paulo

11 Julho 2014 | 19h 58

Técnico vai consultar a família e esperar a avaliação de dirigentes da CBF para decidir seu futuro, mas considera ter feito bom trabalho

O técnico Luiz Felipe Scolari garantiu que o seu trabalho nesta Copa do Mundo termina sábado, após a partida do Brasil com a Holanda no Estádio Mané Garrincha. Se depender do seu desejo, com o terceiro lugar garantido. O treinador não colocou, porém, um ponto final em sua segunda passagem pela seleção brasileira. Felipão não precisa decidir seu futuro agora. Vai consultar as bases, entenda-se sua família, expor algumas situações e também esperar pela avaliação dos dirigentes da CBF ao seu trabalho. Marco Polo Del Nero, o vice que assumirá o cargo de José Maria Marin em abril, já manifestou o desejo pela permanência do técnico. 

"Entregarei o meu relatório e vou esperar os dirigentes da CBF avaliarem o que deu certo e errado no meu trabalho. É claro que fracassamos em não conseguir passar para a final, como era o nosso principal objetivo. Mas em um ano e meio, tivemos situações boas. Não pode se mudar um trabalho após apenas um resultado ruim, que foi o jogo com a Alemanha. Sei que o 7 a 1 será lembrado pelo resto da minha vida, e provavelmente vou viver mais uns 20 anos, e por todos vocês sempre. Mas temos de continuar," disse o treinador, que não deixou o capitão Thiago Silva responder se o grupo apoiaria a permanência desta comissão técnica. "Ele não precisa falar isso na minha frente." 

Thiago defendeu Felipão da derrota para a Alemanha e pediu para que ele não seja crucificado. "Acreditamos no trabalho e estamos com ele."  

Nilton Fukuda/Estadão
Felipão não quer discutir seu futuro até o fim da Copa

Ficar na seleção nunca foi o plano de Felipão com o hexa nas mãos. Se ganhasse a Copa, ele entregaria o bastão no dia seguinte, tiraria seis meses de férias e depois esperaria por um convite de alguma seleção europeia que tivesse condições de jogar a Eurocopa de 2016 na França. Antes disso, claro, festejaria com o povo brasileiro a conquista que todos esperavam. Nesta entrevista, ele deixa no ar que gostaria de continuar, talvez para provar algo a si mesmo. A CBF só terá uma avaliação melhor do sentimento do torcedor depois que a poeira baixar. Ocorre que seus cartolas não estão seguros dos nomes colocados na mesa, como Tite, Muricy Ramalho, Luxemburgo.

Felipão e Thiago Silva também comentaram sobre o projeto que a CBF tem para a Olimpíada de 2016, no Rio, por enquanto entregue a Alexandre Gallo, que trabalha  com as categorias de base do Brasil. Disseram que a entidade terá de determinar se a partir de agora o Brasil trabalha com jogadores de idades olímpicas, até 23 anos, ou se continua apostando numa formação principal já pensando na Copa América do Chile, ano que vem, e nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018. "Vai depender dos planos da CBF."

Felipão negou qualquer problema ou discórdia com o 'espião' Alexandre Gallo, encarregado de analisar os adversários da seleção. Para o jogo contra a Alemanha, Gallo teria pedido ao treinador para escalar Paulinho no meio de campo, o que não foi feito. Felipão preferiu Bernard. "Não adianta vocês tentarem colocar o Gallo contra mim. Isso não existe nem vai existir. Confio cegamente no trabalho dele e nas suas orientações. Mais uma vez, estão interpretando de forma errada. O Gallo e o Roque Junior passam informações dos adversários. Eu analiso a seleção. Eu faço a escolha do meu time. O analista da seleção sou eu, por enquanto."

Copa 2014

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo