Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Esportes

Esportes » Na Suíça, Wendell Lira derrota campeão mundial do videogame

Futebol

Divulgação

Esportes

futebol

Na Suíça, Wendell Lira derrota campeão mundial do videogame

Saudita Abdulaziz Alshehri é superado pelo brasileiro nos controles

0

Isabela Bonfim, enviada especial a Goiânia,
O Estado de S. Paulo

14 Janeiro 2016 | 10h23

Parece que Wendell Lira se especializou em derrotar campeões mundiais. Durante a premiação da Bola de Ouro, o goiano venceu o título de gol mais bonito do ano, derrotando o melhor jogador do mundo, Lionel Messi. Mas os talentos futebolísticos de Wendell vão além das chuteiras. Mestre também nos controles de videogame, ele acabou vencendo, na mesma noite, o campeão mundial do jogo Fifa

O saudita Abdulaziz Alshehri venceu, em maio do ano passado, o Fifa Interactive World Cup 2015, campeonato oficial do jogo de videogame. Por esse motivo, também foi convidado à festa de gala promovida pela Fifa em Zurique na última segunda-feira. Ele desafiou nos consoles estrelas como Messi, Neymar, Cristiano Ronaldo e Pogba, mas eles preferiram não aceitar, especialmente ao saber que se tratava do campeão mundial do jogo.

Wendell Lira também foi desafiado, mas não hesitou em mostrar suas habilidades. Jogando com o Real Madrid, ele venceu por 6 a 1 o Barcelona de Abdulaziz Alshehri. E fez questão de compartilhar os resultados com fotos enviadas por mensagens aos amigos no Brasil. Wendell e Abdulaziz também posaram juntos para o site oficial da Fifa.

A vitória não foi surpresa para os amigos Guilherme Bagmanian, 21 anos, e Gleison Pereira, 33, que conheceram Wendell jogando videogame. Eles contam que viram noites em claro jogando e que o amigo sempre se destacou. Em 2012, os amigos participaram de um campeonato estadual de futebol digital e Wendell foi o campeão. Segundo Gleison, Wendell liderou o ranking sul-americano do jogo Fifa por 25 dias em novembro do ano passado, quando jogava online. Caso ele tivesse permanecido no topo até o fim do mês, teria vaga garantida na competição mundial deste ano. 

Maria Edileuza, mãe de Wendell, disse que precisou colocá-lo de castigo muitas vezes quando criança, porque ele saía da escola para jogar videogame e não voltava para casa. "Ele era muito custoso, saía para jogar e não avisava. Ficava horas fora e eu achava que tivesse morrido", contou bem-humorada.

Quando chegou à Goiânia, na tarde desta quarta-feira, Wendell se vangloriou da vitória nos controles durante a Bola de Ouro, mas disse que vai manter o foco nas chuteiras. "Sempre gostei de video game e ele (Abdulaziz) me convidou para jogar. Acabei ganhando de 6 a 1! Mas o meu foco agora é o futebol e preciso treinar muito", disse. Segundo o amigo Guilherme, por causa da vitória contra o campeão mundial, Wendell recebeu um convite da EA Games, desenvolvedora do jogo, para participar do campeonato deste ano em Nova York.

Mais conteúdo sobre:

Comentários