Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Fernando Prass não se incomoda com busca por outro goleiro pelo Palmeiras

Veterano, que deverá renovar contrato até o final de 2018, afirma que clube sempre teve vários goleiros

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

03 Outubro 2017 | 11h06

Fernando Prass afirmou que não se incomoda com uma eventual procura do Palmeiras por outro goleiro. Fontes ligadas à diretoria informam que o clube busca um jogador experiente, na casa dos 28 anos, para a posição, visando a próxima temporada. Wéverton, do Atlético-PR, foi um dos nomes sondados.

"Não me incomodou o Bruno, o Fabio e o Deola quando eu cheguei, em 2012. Não me incomodou quando trouxeram o Jailson em 2014. Não me incomodou quando trouxeram o Aranha em 2015. Não me incomodou quando saiu o Vagner em 2016", disse o goleiro em entrevista à Rádio Globo.

"Todo o ano o Palmeiras contrata um goleiro. Nada mais natural. De 2012 para cá, o único ano em que não contrataram um goleiro foi neste ano. Assim como contratam goleiros, contratam centroavantes. O Palmeiras não tem um goleiro só, tem quatro goleiros. Contratação é o mais normal no futebol. A parte técnica, quem vai jogar, cabe ao treinador", completou.

Por outro lado, o contrato de Prass, que termina no final deste ano, deverá ser estendido até o final de 2018. Mesmo que não seja titular, o goleiro é peça importante na motivação do grupo e, principalmente, no relacionamento no vestiário. "Não (assinei). Deve formalizar isso no final do campeonato ou no final de dezembro", afirmou o goleiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.