JF Diorio/Estadão
JF Diorio/Estadão

'Ficaria honrado de levantar a taça pelo Corinthians', diz Jadson

Ainda não está definido quem usará a tarja de capitão na final do Paulistão

Nathalia Garcia, O Estado de S. Paulo

02 Maio 2017 | 17h46

Referência no time de Fábio Carille, o meia Jadson está muito perto de conseguir o primeiro título paulista da sua carreira depois da vitória do Corinthians sobre a Ponte Preta por 3 a 0, no último fim de semana, em Campinas. Ainda sem a definição de qual jogador usará a tarja de capitão na Arena Corinthians, no próximo domingo, Jadson se diz honrado caso seja o escolhido do técnico corintiano.

"O Carille ainda não falou nada sobre isso, independentemente de quem levantar a taça, o importante é ser campeão. Mas ficaria honrado de levantar a taça pelo Corinthians.", afirmou.

Para o meia, a conquista do Estadual será uma afirmação para a equipe alvinegra - colocada atrás dos rivais paulistas no início da temporada. "A gente ser considerado quarta força (paulista) acabou só motivando o grupo, ainda bem que o grupo soube absorver isso para o lado de jogar bem e reverter essa situação. O grupo está de parabéns pela forma como conduziu o trabalho, todo mundo com os pés no chão, por isso, conseguiu chegar à final. A gente tem de ganhar esse Campeonato Paulista pra dar confiança para o Carille e para todos os jogadores", disse.

Autor do segundo gol do Corinthians na primeira partida da decisão, Jadson reconhece que as estatísticas colocam o time com a mão no troféu, a experiência, por outro lado, mostra a ele que é preciso segurar a empolgação. "Tem de ter humildade, a gente conseguiu um grande resultado, ninguém esperava isso, mas não pode entrar no oba oba, achando que vai ser mole o jogo, a gente tem de estar muito concentrado para ganhar", enfatizou.

Com a ausência de Rodriguinho e Gabriel, que levaram cartões amarelos e estão suspensos da final, o Corinthians terá algumas mudanças na escalação. Uma delas é a entrada do volante Paulo Roberto, a outra continua em aberto. Uma possibilidade é Jadson atuar mais centralizado, com um jogador de velocidade numa das pontas; Clayton (favorito), Pedrinho e Léo Jabá aparecem como opções.

O meia já se colocou à disposição do treinador para uma possível alteração de posicionamento. "Ele sabe que posso desempenhar a função no lado, no meio. Onde ele falar pra eu jogar, vou tentar ajudar a equipe da melhor maneira possível. O Rodriguinho vinha desempenhando muito bem no meio, se eu tiver a chance, vou jogar em alto nível pra ajudar o Jô."

O Corinthians se reapresentou nesta terça-feira depois de um dia de folga. Os titulares fizeram um treino regenerativo, enquanto os reservas foram a campo no CT Joaquim Grava. O técnico Fábio Carille usará a semana de preparação para promover ajustes na equipe alvinegra com o objetivo de confirmar, em casa, o título paulista diante da Ponte Preta.

Mais conteúdo sobre:
Corinthians Futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.