Alberto Raggio/ Reuters
Alberto Raggio/ Reuters

Fifa aceita recurso e anula suspensão de Messi da seleção argentina

Craque é liberado de punição imposta por ter insultado um auxiliar da arbitragem

Estadao Conteudo

05 Maio 2017 | 10h54

A Argentina recebeu um alento na sua luta por uma vaga na Copa do Mundo de 2018. Nesta sexta-feira, o Comitê de Apelações da Fifa anunciou que aceitou o recurso interposto pela Associação de Futebol Argentino (AFA) contra a suspensão de quatro jogos que havia sido imposta a Lionel Messi, o liberando para voltar a defender a seleção nacional.

Na última quinta-feira, a AFA recorreu da punição que imposta a Messi em 28 de março por ter insultado um auxiliar da arbitragem durante o jogo no qual a Argentina venceu o Chile por 1 a 0, cinco dias ante. E agora a entidade recebeu o resultado positivo da sua ação no Comitê de Apelações da Fifa.

No comunicado em que anunciou o cancelamento da punição, o comitê destacou que considerou o comportamento de Messi "reprovável", mas destacou que "concluiu que as provas disponíveis não eram suficientes" para impor uma sanção ao craque do Barcelona e da seleção argentina.

"O Comitê de Apelações sublinha, no entanto, a importância de sempre mostrar respeito aos árbitros, sublinhando que tal princípio é essencial no futebol e que não pode ser aceita qualquer conduta antidesportiva que possa ser contrária aos princípios do fair-play", acrescentou a comissão, que também anulou a multa de 10 mil francos suíços.

Messi foi suspenso horas antes de a Argentina enfrentar a Bolívia, em La Paz, onde os donos da casa acabaram vencendo por 2 a 0, pela 14ª rodada das Eliminatórias Sul-Americanas. Sem poderem contar com seu grande craque, os argentinos assim se complicaram no qualificatório, no qual ocupam a quinta posição, que hoje obrigaria o time nacional a disputar uma repescagem contra uma seleção da Oceania por vaga na Copa.

O astro do Barcelona foi punido pela Fifa com o gancho de quatro partidas em jogos oficiais da seleção nacional devido a uma discussão com o assistente brasileiro de arbitragem Emerson Carvalho, ocorrida no final do confronto com o Chile.

Imagens de televisão flagraram o camisa 10 falando de forma agressiva com o assistente. Messi agitou os braços e teria insultado o brasileiro. Entretanto, o incidente não havia sido relatado inicialmente na súmula da partida pelo árbitro Sandro Meira Ricci.

A próxima partida da seleção argentina nas Eliminatórias será apenas em 31 de agosto, contra o Uruguai, fora de casa, partida em que a equipe poderá contar novamente com Messi. Os outros duelos da Argentina no torneio classificatório serão contra Venezuela (em casa), Peru (em casa) e Equador (fora).

Mais conteúdo sobre:
futebol Messi Argentina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.