Fifa adia decisão sobre reconhecimento oficial da Palestina

Outras decisões, envolvendo as Federações de Iraque, Guatemala e Kuwait, também foram tomadas

Estadão Conteudo

11 Maio 2017 | 13h30

Ainda não foi no 67º Congresso da Fifa, realizado em Manama, no Bahrein, que a entidade deu o reconhecimento integral para a Federação de Futebol da Palestina. Nesta quinta-feira, através de votação realizada no encontro dos membros da Fifa, se decidiu pelo adiamento da avaliação do pedido de reconhecimento.

A Federação de Futebol da Palestina, através do presidente Jibril Rajoub, havia apresentado uma petição solicitando um "reconhecimento oficial" para que passe a ter "todos os direitos inerentes aos Estatutos da Fifa". Mas o Conselho da Fifa solicitou que esse pedido não fosse votado, o que recebeu o apoio de 73% dos votos válidos durante o congresso da entidade.

A resolução do Conselho da Fifa aponta que uma decisão ainda não pode ser tomada, o que ocorrerá até o fim de março de 2018, aguardando que até lá o mediador da entidade na polêmica entre Israel e Palestina, o sul-africano Tokyo Sexwale, apresente seu relatório sobre o caso. Porém, assegura que vai se pronunciar sobre o assunto ainda neste ano, no seu próximo encontro, marcado para 27 de outubro.

OUTRAS DECISÕES

O Congresso da Fifa também tomou outras decisões que envolvem suas federações. Entre elas, está a liberação para que o Iraque volte a sediar jogos amistosos. Em compensação, as federações da Guatemala e do Kuwait continuam suspensas do futebol internacional e precisam realizar reformas para alterarem esse status.

Mais conteúdo sobre:
futebol Fifa Palestina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.