1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Fifa conhece projetos dos estádios do Catar para Copa de 2022

AE - Agência Estado

16 Setembro 2010 | 12h 25

Projeto prevê 12 reformas e ou construções ao custo estimado em US$ 4 bilhões

DOHA - Os inspetores da Fifa encerraram nesta quinta-feira os três dias da visita ao Catar com a observação dos projetos dos 12 estádios para a Copa do Mundo de 2022. A construção deles custará US$ 4 bilhões (cerca de R$ 7 bilhões) e inclui um sistema de refrigeração que garante temperaturas inferiores aos 27ºC no campo e nas arquibancadas.

Veja também:

mais imagens GALERIA - As maquetes dos estádios do Catar

link Fifa vê candidatura do Catar com problemas logísticos

Todos, exceto um dos estádios terão setores provisórios, com a intenção dos organizadores de eliminá-los mais tarde e doar cerca de 170 mil assentos para programas de futebol em países em desenvolvimento. "A coisa toda será tirada e compartilhada com o mundo", disse Fatma Fakhro, responsável pela candidatura, quando mostrou o projeto de um estádio em Doha, com capacidade para 44.950 pessoas, que será removido após a Copa do Mundo.

A equipa de inspeção, que inclui seis delegados e é liderada por Harold Mayne-Nicholls, Presidente da Federação de Futebol do Chile, completou seu trabalho nesta quinta-feira. Danny Jordaan, diretor executivo do Comitê Organizador da Copa do Mundo da África do Sul, também fez parte da delegação.

O Catar é o ponto final da inspeção aos noves países que são candidatos para sediar as Copas do Mundo de 2018 ou 2022. As visitas são necessárias para a realização do relatório que ajudará os membros do Comitê Executivo da Fifa a escolherem as sedes do torneio em votação marcada para o dia 2 de dezembro.

Inglaterra, Rússia, Estados Unidos e as candidaturas conjuntas de Espanha com Portugal e Holanda com Bélgica estão na disputa tanto pela Copa de 2018 quanto pela de 2022. Já Austrália, Japão, Coreia do Sul e Catar se apresentaram apenas para receber o Mundial de 2022.